Neste sábado, às 13h17 no horário de Brasília, decolou do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, o primeiro Boeing 737 MAX 8 da Gol, seu destino foi o aeroporto Hercílio Luz (FLN), em Florianópolis, a aterrissagem foi as 14h42 no horário local, cumprindo o voo G3 2134.

Esse é o primeiro voo comercial do novíssimo Boeing 737 MAX 8 da GOL.

Foto – Boeing

A GOL reforçou anteriormente que o novo 737 MAX será até 15% mais econômico em comparação com suas aeronaves 737 NG mais recentes. Além de gastar menos combustível as aeronaves 737 MAX 8 vão contar com uma maior autonomia de voo, de até 6500 km (em comparação aos 5500 km atuais) e um MTOW de até 82 toneladas.

Desta forma, a GOL poderá oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale e Orlando, destinos de alta demanda procurados pelos brasileiros. O 737 MAX também é mais silencioso com o novo motor CFM LEAP-1B com ruído 40% menor quando comparado ao atual 737 NG.

A GOL também já anunciou voos com o 737 MAX 8 para Quito, no Equador, a partir de dezembro deste ano.

O cockpit foi atualizado para ficar mais parecido com o Boeing 787, agora são quatro telas grandes, em uma configuração quase Glass Cockpit, de acordo com pilotos que treinaram para a nova aeronave, alguns sistemas foram automatizados em relação ao 737 NG, economizando tempo e atenção do piloto.

A expectativa é, também, gastar até 8% menos de combustível por assento em relação ao modelo A320neo, utilizado pelas concorrentes.

Ainda neste ano a GOL espera receber entre oito e dez novos aviões do modelo 737 MAX 8, sendo que seis são esperados para estarem operacional em dezembro. Todos os aviões serão encaminhados para a realização de voos internacionais, de acordo com o presidente da companhia Paulo Kakinoff, em uma entrevista à Bloomberg. A GOL tem uma encomenda de 120 aeronaves 737 MAX para receber até 2028.