No fim desta semana o primeiro Boeing 737 MAX 8 da GOL Linhas Aéreas saiu do hangar com sua pintura completa, no mesmo padrão que a companhia está aplicando em suas aeronaves da frota.

A aeronave fez um voo de teste na manhã deste sábado, que faz parte de uma série de requisitos antes de entregar a aeronave para uma companhia aérea.

A expectativa da GOL é receber a aeronave no início de julho.

Na foto abaixo, do fotógrafo Chris Edwards (Woody Aeroimages), podemos ver que os “Advanced Technology” Winglets da aeronave já estão com as cores da companhia, no novo padrão apresentado em 2016. No nariz podemos ver uma referência sobre o novo modelo, o Boeing 737 MAX.

A matrícula ainda é a americana, mas será trocada pela PR-XMA antes de vir ao Brasil, no ato de entrega, quando a companhia assina os papéis declarando que está recebendo a aeronave e repassando a posse da mesma.

A GOL reforçou anteriormente que o novo 737 MAX será até 15% mais econômico em comparação com suas aeronaves 737 NG mais recentes. Além de gastar menos combustível as aeronaves 737 MAX 8 vão contar com uma maior autonomia de voo, de até 6500 km (em comparação aos 5500 km atuais) e um MTOW de até 82 toneladas.

Desta forma, a GOL poderá oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale e Orlando, destinos de alta demanda procurados pelos brasileiros. O 737 MAX também é mais silencioso, com ruído 40% menor quando comparado ao atual 737 NG.

Com a configuração da GOL, o 737 MAX 8 fornecerá 500 km a mais de alcance em comparação com o modelo A320neo, e permitirá que a GOL acrescente 9 assentos em relação a sua configuração sem perder a classificação A na de espaço entre assentos. A expectativa é, também, gastar até 8% menos de combustível por assento em relação ao modelo A320neo, utilizado pelas concorrentes.

Os novos aviões vão contar com o Sky Interior tradicional nas novas aeronaves da Boeing, além de internet a bordo e entretenimento on-demand via Wi-Fi. 

Ainda neste ano a GOL espera receber entre oito e dez novos aviões do modelo 737 MAX 8. Todos os aviões serão encaminhados para a realização de voos internacionais, de acordo com o presidente da companhia Paulo Kakinoff, em uma entrevista à Bloomberg concedida recentemente. A GOL tem uma encomenda de 120 aeronaves 737 MAX para receber até 2028.