Conjunção planetária- Foto: GETTY IMAGES

Entre os dias 16 e 21 de dezembro os dois maiores planetas do sistema solar, Júpiter e Saturno, vão estar em uma conjunção que não acontece desde o século 13.

O evento conhecido como a Grande Conjunção de Júpiter e Saturno vai alinhar os dois planetas de tal forma que irá parecer um planeta duplo.

“Depois de meses de aproximação lenta, em 21 de dezembro, que coincide com o solstício de inverno, Júpiter e Saturno se reunirão em uma espetacular grande conjunção”, diz à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC) Hernando Guarín, professor de Astronomia da Universidade del Valle, na Colômbia, e diretor da Rede Colombiana de Astronomia.

Dada a diferença na rotação dos planetas em relação ao Sol esse fenômeno é raro de acontecer. A Terra leva uma ano para dar volta no sol, já Júpiter leva 12 anos e Saturno leva 30 anos para dar volta em nossa estrela.

Conjução dos planetas do sistema solar- Foto: GETTY IMAGES

“Esta conjunção será excepcionalmente rara devido a quão próximos os planetas estarão entre si”, explica Patrick Hartigan, astrônomo da Universidade de Rice (EUA).

Para observar o fenômeno astronômico é preciso ter a sorte de ter um céu limpo, principalmente na área do horizonte. A região da linha do Equador será a melhor para observar a conjunção.

“Binóculos podem separar os planetas devido ao efeito ótico, por isso é melhor usar um telescópio”, afirma o astrônomo. “Com um telescópio você não verá apenas um disco duplo (dos planetas alinhados), como também poderá apreciar os anéis de Saturno e os cinturões de Júpiter.


As próximas grandes conjunções dos planetas estão previstas para 2080 e a segunda só depois de 2400.

 

Nota: Para achar a localização dos planetas indicamos duas formas. A primeira é pelo site Stellarium e o outra é pelo aplicativo Star Chart. No entanto, não precisa se limitar a apenas a estas opções, pois existem outros sites e aplicativos.

 

 

Fonte de apoio: BBC News/ Adaptações: Aeroflap

 

DEIXE UMA RESPOSTA