Receita Federal amplia horários de liberação de carga em Viracopos e agiliza fluxo de mercadorias

Foto Divulgação: Aeroporto Viracopos

A Alfândega da Receita Federal do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), implantou nesta semana uma medida que vai diminuir os tempos de permanência das mercadorias no Terminal de Carga e melhorar ainda mais a distribuição, ao longo do dia, do fluxo de caminhões nos pátios de retirada de produtos desembaraçados no aeroporto.

Para isso, foram definidos novos horários para conferência e liberação de mercadorias importadas.

Com mais um horário de parametrização e liberação de mercadorias, a Alfândega de Viracopos colabora para o aumento da fluidez no processo de importação, uma vez que essa ação reduz o “tempo de espera” das DIs (Declarações de Importação) até a formação e liberação dos lotes.

Crédito da foto: Ricardo Lima

Além disso, ao ampliar o horário de parametrização, é possível aperfeiçoar o uso da estrutura logística do complexo aeroportuário que, embora funcione 24 horas, acaba sendo concentrada para o carregamento de mercadorias desembaraçadas em determinados horários.

O horário adicional de parametrização e liberação de cargas é às 20h, englobando Declarações Registradas até 17h10. Já pela manhã, o primeiro horário de parametrização passa a ser 7h, com liberação de cargas às 9h30. Nos finais de semana e feriados, a liberação é efetuada após as 12h.

De acordo com o Fabiano Coelho, Delegado da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto de Viracopos, outro aprimoramento ocorre em relação ao trabalho de liberação de mercadorias aos finais de semana e feriados, tanto pela equipe de plantão, no caso de Declarações Selecionadas para canais amarelo e vermelho, quanto pela equipe de gerenciamento de riscos, no caso do chamado Canal Verde.

Crédito da foto: Ricardo Lima

“Além de se evitar o acúmulo de Declarações de Importação para serem liberadas na segunda-feira ou no dia útil subsequente, o trabalho aos finais de semana proporciona a utilização do complexo aeroportuário em dias e horários de menor demanda, tornando mais ágil o processo e melhorando a experiência do usuário”, disse o delegado da Alfândega.


“Desde que programamos a liberação aos finais de semana em dezembro do ano passado, observamos um aumento no registro de Declarações de Importação em dias não úteis e já somos os maiores do Brasil nesse quesito. Isso significa que havia uma demanda represada por esse tipo de conveniência e que, à medida que mais importadores vão descobrindo que Viracopos oferece, de fato, uma logística 24 horas/7 dias por semana, a tendência é o crescimento ser ainda maior”, completou Fabiano Coelho.

Segundo levantamento da Alfândega de Viracopos, a evolução dos tempos médios de desembaraço (em horas) de Declarações de Importação desde o início do ano passado, aponta para a queda drástica dos tempos tanto no Canal Vermelho quanto no Canal Amarelo.

Foto – Aeroporto de Viracopos/Divulgação

“Os tempos médios do canal verde seguem abaixo de 6 horas. Depois dessa redução expressiva de tempos, já estamos entre as unidades mais ágeis do país, sendo que o objetivo, Desafio Viracopos 2020, é chegar, no máximo até o final do ano, na liderança. Os tempos brutos são de responsabilidade de todos, Aduana, Importadores, Despachantes, Depositários e Transportadores Internacionais e equipe do Aeroporto”, concluiu o delegado.

Veja tabela: Período – Canal – Medição em horas

1º trimestre 2019

Vermelho

455,9339

2º trimestre 2019

Vermelho

355,7042

3º trimestre 2019

Vermelho

278,7539

4º trimestre 2019

Vermelho

214,1457

1º trimestre 2020

Vermelho

169,8434

 

   
   
   
   

1º trimestre 2019

Amarelo

669,6794

2º trimestre 2019

Amarelo

373,6512

3º trimestre 2019

Amarelo

295,4745

4º trimestre 2019

Amarelo

156,0521

1º trimestre 2020

Amarelo

130,9787

Viracopos

Um levantamento realizado pela Alfândega da Receita Federal em Viracopos e pela a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, administradora do aeroporto, mostrou recentemente que o Terminal de Carga de Viracopos atingiu o maior número de Declarações de Importação dentre todos os aeroportos do Brasil nos últimos doze meses, consolidando-se como principal porta de entrada de produtos por via aérea e  demonstrando, com números, a relevância econômica e logística do aeroporto na cadeia produtiva industrial.

A pesquisa mostra ainda que, se consideradas todas as Aduanas (terrestres, marítimas e aéreas), o Terminal de Carga de Viracopos só ficou atrás do Porto de Santos, na Baixada Santista, em termos de importação de mercadorias. Em média, o aeroporto tramita 28 mil Declarações de Importação por mês, além de 13 mil exportações mensais.

De acordo com o levantamento, são quase 10 mil importadores diferentes, sendo que um em cada quatro importadores nacionais utilizam o aeroporto. No caso dos exportadores, são 10,5 mil, sendo que 25% de todos os exportadores nacionais também utilizam o Terminal de Carga de Viracopos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA