Motor PD-14. Foto - Mikhail Voskresenskiy

Pesquisadores russos mostraram um grande componente estrutural para o novo motor Aviadvigatel PD-14, produzido pela fabricação de aditivos à base de laser. A peça demonstrada, um cubo que interliga pás da turbina, foi feito em liga de titânio em pó injetada usando fusão a laser.

A universidade de marinha técnica de São Petersburgo e a universidade nacional de ciências MISIS cooperaram no programa de pesquisa.

“Como resultado, os engenheiros ultrapassaram as etapas de fundição e forjamento da peça”, diz MISIS, apontando que o peso do componente foi reduzido em três vezes e o tempo de fabricação reduzido para apenas 130h.

As propriedades mecânicas do componente não são inferiores às obtidas pelos métodos normais de fabricação, enfatiza, mas o processo de produção foi acelerado.

O diretor da divisão MISIS Eco Tech, Andrei Travyanov, disse que o processo pode produzir o as paredes de uma câmara de combustão para um pequeno motor em três horas, em comparação com duas semanas para fabricação regular.

No caso do componente PD-14, o mesmo procedimento pode “drasticamente” reduzir o volume de horas para a usinagem subsequente, reduzindo ainda mais os custos de produção.

Os pesquisadores afirmam que a experiência será aplicada não apenas ao PD-14 – o motor do Irkut MC-21 – mas também ao PD-35, do CR929.

O diretor de pesquisa do Instituto de Soldagem a Laser e Universidade Técnica de São Petersburgo, Evgeny Zemlyakov, disse que a construção PD-14 envolveu o desenvolvimento de modelos matemáticos, estudos de difração, tomografia e testes mecânicos.

Ele acrescenta que vários processos tecnológicos – como previsão de deformação térmica e uso de um substrato para evitar rachaduras – foram empregados para garantir a precisão necessária durante a fabricação.

 

Via – FlightGlobal

DEIXE UMA RESPOSTA