Seis grandes companhias aéreas já somam prejuízo de US$ 110 bilhões em 2020

Delta Airlines
Foto - Divulgação

O ano de 2020 deveria ser mais um ano normal no setor de aviação, no entanto, assim como em diversos outros setores, este sofreu um grande impacto por causa do surto mundial de COVID-19.

E como resultado, diversas companhias aéreas estão apresentando seguidos prejuízos históricos. Por exemplo, os 6 maiores grupos de companhias aéreas do mundo já apresentaram um prejuízo financeiro de US$ 110 bilhões nos primeiros 9 meses deste ano, revertendo os bons lucros que muitas tiveram em 2019.

Os 6 grupos são compostos pelas aéreas American Airlines, Delta Air Lines, United Airlines, Grupo Lufthansa, Air France-KLM e IAG.

Somente as três primeiras, que são dos Estados Unidos e estão entre as maiores do mundo, tiveram prejuízo conjunto de US$ 63,9 bilhões desde o início do ano, de acordo com dados lançados pela StockApps. A companhia da lista que sofreu o maior prejuízo foi a Delta Airlines, com um total de US$ 22,4 bilhões no ano.

Os prejuízos foram registrados em massa no primeiro semestre, quando a demanda por voos teve a sua maior redução, e de forma drástica. No momento, várias companhias já estão com medidas implementadas para evitar um maior prejuízo financeiro, assim como receberam diversas ajudas estatais.

Essas aéreas também aposentaram mais de 500 aviões como resultado da atual crise.

A previsão é de uma recuperação parcial em meados de 2021, para algumas companhias, mas com resultados sólidos de lucro em 2022.


DEIXE UMA RESPOSTA