Singapore Airlines Boeing 777

A Singapore Airlines confirmou nessa semana, que está em processo para se fundir com a SilkAir a sua subsidiaria. O processo teve um atraso considerável devido a crise no setor de aviação, com isso o processo deverá chegar ao fim apenas em 2021.

A fusão tem mudanças importantes para as empresas, a partir de agora os voos compartilhados entre a Singapore e a Scoot Airlines. A Singapore também vai incorporar o Boeing 737-800 a sua frota, esses são oriundos da SilkAir. Em um encontro, o CEO da Singapore, Goh Choon Phong, disse que espera operar o 737 já no primeiro trimestre de 2021.

Podemos começar a esperar que a SIA opere seu primeiro avião de corpo estreito no primeiro trimestre do próximo ano [2021]. Isso nos dará a flexibilidade de implantar operações widebody ou narrowbody nas rotas, dependendo da demanda.” Disse o CEO.

Além dos 737-800NG espera-se que a Singapore também incorpore a frota os novos 737 MAX que estão prontos na fábrica aguardando a nova certificação. As rotas da SilkAir estão sendo divididas entre a Singapore e a Scoot de acordo com o perfil de mercado avaliado nessas rotas.

Os futuros 737s da Singapore estão sendo totalmente reformulados por dentro e por fora com o padrão da empresa. Além da pintura, os assentos serão trocados para o padrão da Singapore, isso inclui a Classe Executiva da empresa. Isso significa que mesmo tendo o primeiro avião de corredor único, o serviço não muda de um tipo para o outro.

O 737 será escalado para rotas onde a demanda é menor mas ainda exige um padrão de serviço melhor para atender. Está foi uma das medidas tomadas pela Singapore para garantir um melhor fluxo de caixa, e a introdução do 737 a sua frota vai permitir a redução dos custos de operação em mercados onde a demanda é baixa.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA