Ilyushin Il-80, o centro de comando aerotransportado conhecido como "Avião do Fim do Mundo" da Rússia. Foto: Dmitry Terekhov - Wikimedia.

O Governo Russo prendeu um homem suspeito de ter furtado 39 equipamentos de rádio e 5 placas eletrônicas de um dos Ilyushin Il-80 da Força Aérea Russa. A aeronave conhecidas como “Avião do Fim do Mundo” é usada como como centro de comando aéreo, para que chefes de estado e comandantes das Forças Armadas da Rússia possam se comunicar com suas unidades em caso de um ataque nuclear. 

Em dezembro do ano passado foi revelado que um dos Aviões do Fim do Mundo teve equipamentos de rádio e eletrônicos furtados enquanto passava por manutenção no Aeroporto de Taganrog-Yuzhny, na região de Rostov, na Rússia. O furto foi descoberto após uma inspeção externa ter revelado sinais de arrombamento em uma escotilha. 

A advogada do suspeito, Olga Boyarkina, disse que seu cliente está sob custódia até o dia 4 de março, embora a decisão de prisão do tribunal tenha sido apelada. De acordo com um coronel da reserva russo, o roubo foi planejado por pessoas que trabalhavam na aeronave nas instalações, e que o Il-80 da Força Aérea não era um “alvo de oportunidade”.

A Força Aérea Russa emprega pelos menos três aeronaves Ilyushin Il-80 desde os anos 90 com a 8ª Divisão de Aviação de Propósitos Especiais, sediada no aeroporto de Chkalovsky, perto de Moscou. Designado Maxdome pela OTAN, o Il-80 é similar ao Boeing E-4B Nightwatch, o Avião do Fim do Mundo da Força Aérea dos EUA. 

Via The Aviationist e Tass

DEIXE UMA RESPOSTA