No dia 28 de março, a Turkish Aerospace apresentou seu helicóptero de ataque, o T-129 ATAK, em Brasília-DF. O helicóptero está participando do Roadshow por algumas cidades do Brasil, a fim de ser apresentado e comercializado.

Antes de Brasília, o T-129 ATAK passou por Taubaté, onde se localiza o Comando de Aviação do Exército, lá o helicóptero passou por uma demonstração a autoridades militares, principalmente do Exército, mas também da oficiais da Marinha e da Aeronáutica.

No dia seguinte a demonstração em Taubaté-SP, que aconteceu no dia 26 de março, o helicóptero seguiu para a capital federal, com uma escala técnica em Ribeirão Preto-SP.

 

Demonstração do T-129 ATAK em Brasília

T-129 ATAK exposto no pátio do GAVOP 9

No dia 28 de março foi a vez da capital federal receber o helicóptero T-129 ATAK. O local de demonstração escolhido foi o GAVOP (Grupo de Aviação Operacional- Comandado pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF).

O dia amanheceu nublado e com chuva, mas aos poucos o teto foi aumentando e o tempo melhorando. Desde cedo o T-129 ATAK que havia pousado na ALA1 no dia anterior, já estava pousado em um dos helipontos do GAVOP e lá ficou para que todos os presentes, como mídia, nossa e equipe foi convidada, e assim como os militares conhecemos a aeronave em detalhes.

Era grande a presença de membros da Turkish Aerospace, lá se encontrava o presidente de comunicações e marketing corporativo da Turkish, o senhor Tamer Özmen, dentre outras autoridades da empresa turca.

Por volta de uma 09h45, chegou ao local o então Embaixador da Turquia no Brasil, o senhor Murat Yavuz Ates, que foi assistir à apresentação do helicóptero. O embaixador foi recebido pelos colegas turcos e por altos oficias o Exército Brasileiro, após os cumprimentos formais e explicações técnicas pelos pilotos da Turkish ao embaixador foi chegada a hora da demonstração.

Chegada do embaixador turco, Murat Yavuz Ates.

Abordo do T-129 encontrava-se um piloto de testes da Turkish e o Major Thiago Fatorelli, piloto de testes do Comando de Aviação do Exército e Grupos de Ensaio e Avaliações.

O T-129 ATAK é uma aeronave do tipo bi-place (para dois tripulantes), o major foi no assento número um que geralmente é usado pelo “atirador”, mas também tem capacidade de comandar a aeronave, e o piloto de testes turco conduziu o helicóptero a partir do segundo assento, um pouco mais acima.

Após a decolagem do T-129 ATAK, os pilotos fizeram manobras lentas e rápidas, como rasantes e uma subida rápidas verticalmente. Com a aeronave pairada, giraram no próprio eixo demostrando a capacidade 360º de ataque do helicóptero, manobras de lateralidade, dentre outras.

T-129 ATAK em voo baixo curvando para retorno a arena principal de apresentação.

Com o fim da apresentação todos seguiram para o hangar do GAVOP onde tinha um coffee break e foi o momentos das autoridades falarem, dentre eles os representantes da Turkish e o embaixador turco.

Em seu discurso o embaixador turco ressaltou a importância da relação entre o Brasil e Turquia. “O Brasil é o principal parceiro da Turquia na América Latina, temos uma relação comercial muita boa, mas acredito que há campo para ampliar e diversificar, principalmente no setor de defesa”.

O Almirante Aldemir Santos, secretário do Ministério da Defesa, também discursou. Em seu discurso o almirante ressaltou que “a fantástica apresentação do helicóptero turco” e ainda disse que “há muito espaço para a cooperação entre os dois países”.

Pronunciamento do embaixador turco Murat Yavuz Ates
Pronunciamento do presidente de comunicações e marketing corporativo da Turkish, o senhor Tamer Özmen.

 

Cerimônia de apresentação do T-129 ATAK na Embaixada da Turquia

Os eventos em Brasília envolvendo o T-129 ATAK não se restringiram apenas na demonstração na parte da manhã. Por volta das 19h30 os portões da embaixada turca em Brasília foram abertos para convidados, dentre ele, nós da Aeroflap, bem como diplomatas e muitos adidos militares de várias nações.

No gramado central lá estava o T-129 que na parte da tarde decolou do GAVOP e pousou na embaixada turca.

Com a chegada dos devidos convidados, houve um discurso tanto do embaixador Murat Yavuz Ates, quanto do representante da Turkish Aerospace, Tamer Özmen.

Nos discursos mais uma vez foi ressaltado a parceria entre as duas nações, bem como a participação da Turkish Aerospace na LAAD Defence & Security 2019, no Rio de Janeiro que que acontece entre os dias 2 a 5 de abril. O T-129 ATAK será um dos destaque da feira este ano.

Embaixador Murat Yavuz Ates, durante seu discurso na Embaixada da Turquia.

“Como países do G-20, a Turquia e o Brasil são países líderes em suas respectivas regiões em muitos aspectos. Turquia e Brasil já estão desfrutando de boas relações. O Brasil foi o primeiro país da América Latina a se tornar parceiro estratégico da Turquia em 2010. Em termos de relações econômicas, o Brasil é também o maior parceiro comercial da Turquia na América Latina. A Turquia tem a terceira maior participação na LAAD deste ano no Rio de Janeiro”, complementa o embaixador, Murat Yavuz Ates.

Após os discursos foi apresentado um vídeo do evento T-129 ATAK Roadshow Brazil, onde se mostrou a passagem do helicóptero por Taubaté (26/03) e por Brasília (28/03) que ocorreu pela parte da manhã. Abaixo o vídeo da Turkish Aerospace que mostra como foram as partes 1 e 2 do T-129 ATAK Roadshow Brazil.

 

O Turkish Aerospace T-129 ATAK

T-129 ATAK

O T-129 ATAK é um helicóptero de ataque feito em parceria entre a empresa italiana Leonardo e a turca Turkish Aerospace, a parte da fuselagem é basicamente do italiano A- 129 Mangusta, mas toda a tecnologia embarcada é de origem turca, incluindo os armamentos.

 

Poder de fogo

Visão face-to-face. Nesta foto observa-se todo o conjunto de armas do T-129 ATAK, incluindo a torreta de 20mm, os pontos de mísseis e foguetes e os lançadores de Chaff/Flare.

Logo que se vê a aeronave se observa uma estrutura que pega quase toda a lateral direita da aeronave, lá é onde é armazenado as balas que vão direito para a metralhadora que fica bem na frente, ela tem a capacidade de girar independentemente para todos os lados.  Acima dela um grande globo chama a atenção é o sensor infravermelho que é usado para detectar alvos a até 8km de distância e fornece uma imagem de alta resolução ao operador de armas.

  • Torreta de 20mm (500 balas)
  • Oito pontos de mísseis para tanques ar-solo
  • Oito pontos para STINGER (mísseis ar-ar)
  • Dois tanques de combustível auxiliares (Subalar)
  • Pontos para armazenamento de até 12 foguetes clássicos

O T-129 ATAK pode também selecionar vários alvos e com isso fazer ataques múltiplos e independentes. O helicóptero pode também efetuar ataques a alvos que estão com uma distância maior do que 8 quilômetros, garantindo assim a segurança da tripulação e causar no inimigo um efeito surpresa, sendo que com isso o inimigo é atacado sem sabe de onde ou quem o atacou.

Torreta de 20mm e globo óptico infravermelho.

O T-129 ATAK não possuiu radar para por exemplo mapear outras aeronaves, todo o sistema que faz isso é o globo ótico infravermelho que traz aos tripulantes ricas imagens em alta definição e precisão em ataques.

O canhão de 20mm abaixo do globo óptico gira para todos os lados podendo efetuar até 500 tiros, com isso, os ataques ficam mais precisos.

Ele pode levar ainda mísseis guiados, além de vários mísseis com diversas finalidades.

Vale ressaltar que o helicóptero pode ser adaptado para o emprego de armamentos, não seguindo apenas ao padrão no qual se apresentou.

O helicóptero pode carregar ao todo até 1200kg de armas nas asas, também conhecida como stub wings.

 

Ficha Técnica- Desempenho:

Autonomia: Cerca de 03h00 ou 537 quilômetros

Teto de serviço: 4572m

Velocidade máxima: 281km/h

Velocidade se subida: 13,26m/seg

Velocidade de subida vertical: 7,3m/seg

Dimensões:

Comprimento: 14,54m

Altura:3,40m

Diâmetro do motor principal: 11,90m

Largura: 3,49m

Tripulação: 2

 

Interesse do Exército Brasileiro em um helicóptero de ataque

Representantes do alto comando do Exército Brasileiro estavam na apresentação de Brasília. O Exército está interessado em adquirir helicópteros de ataque. Foto: Lázaro Ribeiro (@lazaroedu_spotter)

Falamos muito sobre o helicóptero turco que está rodando o Brasil, mas qual a real finalidade disso?

O Exército Brasileiro por meio do Comando de Aviação do Exército (CAVEX), tem o  Programa Estratégico Aviação do Exército. Neste programa se visa a melhoria da AvEX a longo prazo. Dentro do programa existe o interesse em helicópteros de ataque, no Exército ainda não opera.

Pilotos do exército já tiveram contato com os demais helicópteros no ano passado que estão “concorrendo”, alguns deles são: O norte americano Bell Super Cobra; o europeu Eurocopter Tiger; o turco T-129 ATAK; o russo Mil-Mi 28Havoc e o italiano A-129 Magunsta.

Ainda não há nada confirmado  sobre qual helicóptero será escolhido, nem a data para compra e chegada dos mesmo. Acredita-se que seja por volta de 2029/2030.

Abaixo em vídeo segue a entrevista feita com o Major Thiago Fatorelli, piloto de testes e chefe do GEA (Grupo de Ensaio e Avaliações), órgão subordinado ao CAVEX.

Na entrevista o Major explica um pouco mais sobre o helicóptero e o Programa Estratégico Aviação do Exército:

 

Confira mais fotos do T-129 ATAK:

Texto com colaboração de Pedro Viana.w

Nosso agradecimento especial ao amigo Lázaro Ribeiro (sigam o Instagram dele @lazaroedu_spotter), pelo envio de fotos que ajudaram a compor esse artigo.