TAP registra prejuízo de 395 milhões de euros no 1º trimestre de 2020

A TAP Air Portugal divulgou ontem um prejuízo de 395 milhões de euros no primeiro trimestre, durante um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários de Portugal (CMVM), em Lisboa.

De acordo com a TAP, os primeiros dois meses de 2020 mantiveram a tendência positiva observada no segundo semestre de 2019, registando uma melhoria expressiva dos principais indicadores operacionais e financeiros quando comparado com o período homólogo do ano anterior.

Até o final de fevereiro a TAP viu um crescimento do número de passageiros transportados em 13,4%, com melhoria do load factor em 1,9 p.p..

Além disso, a companhia teve um aumento dos rendimentos operacionais totais em 19,4% e das receitas de passagens em 20,8%. Sempre comparando com o mesmo período do ano anterior.

Ao todo a TAP teve uma queda na receita, afetando também os lucros, devido ao início da pandemia no final de fevereiro, afetando enormemente os voos da empresa, sendo que praticamente todos foram cancelados até o final de março.

A TAP transportou no primeiro trimestre cerca de 2,96 milhões de passageiros, uma queda de 12,6% comparando com o mesmo período do ano anterior.

Ao longo do primeiro trimestre a TAP retirou seis aviões da sua frota (1 A321, 1 A320, 3 A319 e 1 E190). A companhia atualmente procura formas de reestruturar a sua frota, para o período pós-pandemia.


 

DEIXE UMA RESPOSTA