A executiva Nadia González, nova vice-presidente da Thales na América Latina.

O Grupo Thales anunciou sua nova liderança para a América Latina: Nadia González assume como vice-presidente da empresa na Região, tornando-se a primeira mulher a ocupar a posição mais importante da companhia na América Latina. 

Nadia era diretora geral da Thales na Bolívia e assume o cargo com o desafio de crescer 10% ao ano até 2025, meta global da empresa especializada em produtos de defesa e sistemas da informação. 

Por quase 10 anos a executiva ocupou cargos de liderança na Gemalto, empresa de tecnologia adquirida pelo Grupo Thales em 2019.

“A América Latina é estratégica para a Thales, que segue investindo para expansão e desenvolvimento dos negócios local” afirma a executiva. 

“Temos uma região muito diversa, o que nos permite oferecer serviços e soluções de todas as linhas de negócio, de satélites a submarinos, até produtos de proteção de dados, de acordo com as demandas e necessidades específicas de cada país.”

Tendo fornecido a estação de radares de vigilância que a Força Aérea Brasileira instalou em Corumbá (MS) em agosto de 2020, a companhia destaca que a maior parte de seus resultados na América Latina são ligados à área de Identidade Digital e Segurança, o que inclui serviços de gestão de identidade e tecnologias de proteção de dados.

Estação de radar em Corumbá. Foto: Thales Latin America Communications Department.

Segundo Nadia, a América Latina é uma das poucas regiões do mundo onde a Thales opera com todas as suas unidades de negócio, apontando que um dos principais diferenciais da Thales na região é a diversidade de mercados, produtos e serviços. 

No Brasil, a Thales tem três unidades industriais em São Bernardo do Campo, Barueri e Pinhas e vem finalizando a expansão de sua sede no ABC Paulista para abrigar um centro de reparos de aviônicos e sistemas de controle de voo, prometendo encurtar o tempo de espera e custos das companhias aéreas com serviços de reparo e manutenção.

A companhia tem presença na América Latina há mais de 50 anos, através de escritórios e unidades fabris em cinco sub-regiões: México, Brasil, CAC (América Central, Caribe e Venezuela), Cone Sul (Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai) e Países Andinos (Colômbia, Peru, Equador e Bolívia). 

Além das fábricas no Brasil, o Grupo mantém duas fábricas no México, uma de SIMcards, em Cuernavaca, e outra de produção e personalização de MVP (Produto Viável Mínimo, na sigla em inglês) em Iztapalapa.