Transporte aéreo global de passageiros tem queda de 52,9% em março

A demanda global por viagens aéreas domésticas e internacionais registrou queda de 52,9% em março, em relação ao mesmo mês de 2019.

De acordo com a Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA, na siga em inglês), foi o pior resultado na história recente da aviação, impactado pela pandemia do novo coronavírus.

A oferta de assentos nos aviões também teve forte recuo, de 36,2% na mesma comparação. Já a taxa de ocupação dos aviões teve retração de 21,4 pontos percentuais, para 60,6%.

“Março foi um mês desastroso para a aviação. As companhias aéreas sentiram progressivamente o crescente impacto do fechamento de fronteiras relacionado à COVID-19 e restrições à mobilidade, inclusive nos mercados domésticos. A demanda estava no mesmo nível de 2006, mas temos frotas e funcionários para dobrar isso. Pior, sabemos que a situação se deteriorou ainda mais em abril e a maioria dos sinais aponta para uma lenta recuperação”, disse o diretor-geral e CEO da IATA, Alexandre de Juniac.

De janeiro a março, o transporte aéreo global de passageiros acumula diminuição de 22,2%, em relação a igual período de 2019.

A oferta, por sua vez, mostra queda de 14,7% na comparação anual. O aproveitamento dos aviões ficou em 73,7%, um recuo de 7,1 pontos percentuais.

 

Via – ABEAR


DEIXE UMA RESPOSTA