Grupo levou dois C182 Skylane e um Bonanza V35B. Foto: PCMS/Divulgação via G1.

Três aviões foram roubados na madrugada de segunda-feira (06) no aeroporto do município de Aquidauana, região oeste do Mato Grosso do Sul. Pelo menos 18 bandidos teriam participado do “arrastão”. Cinco participantes já foram identificados e três foram presos, incluindo o mentor intelectual do crime, segundo informações do G1. 

Por volta das 02h00, os criminosos cortaram a cerca do aeroporto e entraram por uma área sem iluminação, rendendo o vigia e o obrigando a abastecer as aeronaves. Foram levados três aviões: um Beech V35B Bonanza, matrícula PT-ING, do pecuarista e ex-prefeito de Aquidauana José Henrique Trindade; o Cessna C182 Skylane, PT-DST, do cantor Almir Sater; o C182 Skylane, PT-KDI, do pecuarista Zelito Alves Ribeiro e de seu sócio Joel Jacques. A ação durou cerca de uma hora.

 
“Bens materiais a gente trabalha, mas espero que seja recuperado. Mas se não, vão os anéis e ficam os dedos”, disse Almir Sater ao ser procurado pelo G1.
 
Feito refém, o vigia que cuida do local há 23 anos ainda disse que os criminosos jogaram combustível nele. “Eles jogaram combustível em mim. Me ameaçavam o tempo todo. Fiquei nervoso, com medo.” Ele falou ainda que ao ser rendido, acreditou que os bandidos queriam dinheiro dele. “Eu disse: rapaz, eu não tenho dinheiro. Tenho 100 reais na carteira. Aí ele falou: pode ficar sossegado. Nós só quer avião”. Depois disso, fizeram mais ameaças, jogaram combustível e fugiram. “Pegaram três aviões e saíram. Saíram no escuro. Um atrás do outro”, conta ele ao Portal G1

 
O Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) da Polícia Civil do MS investigou o local e entrou em contato com a Força Aérea Brasileira para verificar se os radares instalados nas fronteiras registraram os voos dessas aeronaves, por se tratar de um trajeto clandestino. Acredita-se que as aeronaves possam ter sido levadas para a Bolívia. 

DEIXE UMA RESPOSTA