Azul UniAzul FAB
Foto: Divulgação

A cerimônia de abertura do curso de formação operacional do KC-30 ocorreu nessa segunda-feira (06/06) na Universidade da Azul (UniAzul), em Campinas (SP), onde fica o simulador da aeronave A330.

O evento contou com a participação do Comandante da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; do Comandante-Geral de Apoio da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic, além de outras autoridades civis e militares.

Todo o curso de operação do futuro KC-30 da FAB para Pilotos, Comissários de Bordo e Mecânicos está sendo ministrado na UniAzul, localizada ao lado do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. 

Antes da cerimônia, o Comandante da FAB visitou as instalações da Universidade da Azul e o hangar do A33O. E, durante o evento, ele ressaltou que as características do KC-30 proporcionarão um significativo incremento na operacionalidade da FAB.

“A responsabilidade de chegarmos a esse dia é 100% na crença da capacidade que esses aviões vão trazer para a nossa Força Aérea: de transporte de pessoal, transporte estratégico, reabastecimento em voo e de evacuação aeromédica”, frisou o Tenente-Brigadeiro Baptista Junior.

Na aula inaugural, o Presidente da Azul Linhas Aéreas, John Rodgerson, discursou para os militares que irão operar a plataforma Aérea, que é uma das mais consagradas do mundo.

“Sejam unidos como um time. Vocês vão lembrar-se desse dia daqui a 30 ou 40 anos, quando verem essas aeronaves cruzando os céus, abastecendo outras aeronaves. Vocês poderão dizer: ‘Eu ajudei a implementar aquilo’. Tem que ter muito orgulho. O potencial do Brasil é enorme, e vocês estão ajudando a realizar esse potencial do Brasil”, destacou.

Na foto abaixo podemos ver que até o presidente da Azul Linhas Aéreas, John Rodgerson, participou desse primeiro momento do treinamento.

A Azul Linhas Aéreas forneceu dois aviões A330-200 para a FAB, que serão convertidos para a versão MRTT, de reabastecimento aéreo, carga e transporte de passageiros. A companhia atendeu todos os quesitos da licitação, e fez uma oferta no valor global de aproximadamente US$ 80 milhões, o equivalente a R$ 375 milhões de reais, na cotação atual. 

Conforme previsto no edital, a primeira aeronave deverá ser entregue em até 90 dias e a segunda em até 150 dias, contados a partir da assinatura do contrato. Logo, os dois aviões estarão com a FAB ainda em 2022, porém, a Airbus precisará de alguns meses para realizar a conversão para MRTT, e esses aviões só estarão em atividade em 2024.

Airbus A330 MRTT FAB Notícias Aviação Força Aérea Brasileira

Ambas, que já estão com suas matrículas definidas (FAB 2901 e FAB 2902), receberão o designativo KC-30 e serão operadas pelo Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte (2º/2º GT) – Esquadrão Corsário, sediado na Base Aérea do Galeão (BAGL), no Rio de Janeiro (RJ).

Diversos países já operam o A330 MRTT, a exemplo da França, Reino Unido e Austrália, dentre outros.

 

2º/2º GT

As aeronaves KC-30 serão operadas por militares do Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte (2º/2º GT) – Esquadrão Corsário, que é sediado na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro.

Segundo o Comandante do 2º/2º GT, Major Aviador Marcos Fassarella Olivieri, o início do treinamento representa um marco na reativação operacional do Esquadrão Corsário.

“A aeronave KC-30 será o maior vetor já operado pela FAB e trará de volta a capacidade de transporte estratégico para o país, podendo transportar 250 passageiros e voar até 8.000 milhas náuticas. Nesse contexto, oito pilotos, oito mecânicos e 16 comissários de bordo têm a importante missão de trazer para a FAB o conhecimento e a doutrina adquiridos na Universidade da Azul”, ressaltou.