Airbus A350 Turkish

A Airbus está com um problema para resolver atualmente. Recentemente a fabricante precisou estocar o 3º Airbus A350 da Aeroflot, após sair da linha de produção. O motivo são as sanções que foram aplicadas contra a Rússia, que impedem as entregas desses aviões.

E a Turkish Airlines aproveitou toda essa movimentação para encomendar mais seis aviões A350-900, que serão entregues entre 2022 e 2023. Normalmente a companhia turca teria que esperar alguns slots de produção, e as entregas deveriam ser realizadas a partir de 2024, no melhor cenário.

A Aeroflot estava esperando a entrega de 13 aviões A350-900, antes das sanções serem aplicadas contra a Rússia e empresas do país. Como alguns aviões já estavam sendo produzidos, três unidades foram fabricadas e estão estocadas.

Aeroflot Rússia

Atualmente a Turkish Airlines tem seis aviões A350-900 em sua frota, com 14 encomendas que devem ser entregues entre 2022 e 2024. A companhia atualmente utiliza este modelo de aeronave para seus voos entre Istambul e São Paulo, no Brasil.

Na configuração da Turkish, a aeronave oferece 329 assentos em duas classes, com Premium Economy.

São 32 assentos na Classe Executiva, dispostos em um corredor duplo e com amplo espaço para as pernas em configuração 1-2-1. Com um único toque, os assentos se convertem em camas, oferecendo o máximo de conforto para os passageiros. As poltronas apresentam ainda uma área de armazenamento protegida por senha.

Já a Classe Econômica possui 297 assentos e configuração 3-3-3, com espaço garantido entre os assentos para as pernas e um premiado serviço de bordo.

A Turkish Airlines já tem seis A350-900 em serviço, com mais 14 encomendados e opções para mais cinco. Juntamente com os seis novos pedidos, sua frota pode crescer para 31 aeronaves widebody da Airbus.

 

Com informações do Aerotelegraph.