Uma raridade pelos céus do Brasil: Fokker 50 realiza manutenção em Goiânia

Foto: Ícaro Roberto

No dia 22 de maio de 2020, às 21h45, um raríssimo Fokker 50 de matrícula OB-2043P chegou no solo de Goiânia, após uma jornada de oito horas de viagem com uma parada técnica em Campo Grande.

A aeronave pertencente à companhia ATSA, sediada no Peru, voou até a capital goiana para realização de uma manutenção preventiva no motor esquerdo.

Foto: Ícaro Roberto

Devido à pandemia de COVID-19 não foi possível a equipe da empresa CSA, especializada e prestadora do serviço de manutenção no motor Pratt & Whitney Canada PW100, se deslocar ao país causado pelo fechamento das fronteiras do Mercosul, então a aeronave voou até o Brasil, causando alvoroço em entusiastas e amantes da aviação.

Acompanhamos todos os processos desde a chegada até a partida da aeronave, acompanhe nos detalhes abaixo:

Foto: Ícaro Roberto

A aeronave OB-2043P fez seu primeiro voo no dia 24/02/1988 (32 anos) utilizando o prefixo de teste PH-EXD, configurado para 50 passageiros, ela foi adquirida pela ATSA em abril de 2013, a companhia que já tem 29 anos de mercado opera voos fretados, regulares e transporte VIP.

O F50 passou uma semana no pátio da VOAR, empresa FBO de jatos executivos, como mencionado acima ficou sob responsabilidade da CSA MRO, empresa com sede em Goiânia-GO.

Após os processos de manutenção, o raro Fokker 50 alçou seu primeiro voo pela capital no domingo, às 10h00, fazendo os testes de parâmetros antes de sair país, a capital deixou todos os pilotos deslumbrado pelas belezas da cidade goiana, trazendo uma experiência memorável a eles.


Foto: Ícaro Roberto
Foto: Ícaro Roberto

Na segunda feira(25), a aeronave taxiou no pátio geral do Aeroporto de Goiânia, seguiu para o pátio Vip da SETE Táxi Aéreo para embarcar 22 cidadãos peruanos, que foram repatriados a pedido do governo do peru.

Após a decolagem eles seguiram para Campo Grande fazendo mais uma escala técnica e cumprindo mais oito horas de jornada de retorno.

Foto: Ícaro Roberto
Foto: Ícaro Roberto
Foto: Ícaro Roberto
Foto: Ícaro Roberto

Nós gostaríamos de agradecer à CSA, representada pelo Clovis, ao mecânico chefe da ATSA Carlos Haya, e ao copiloto Rodrigo pela atenção, pela cordialidade e simpatia em todos os momentos. 

Agradecemos também ao Ícaro Roberto, que cooperou para essa matéria com fotos e dedicação ao texto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA