A famosa empresa de transporte de cargas UPS iniciou os testes em cenário real de entregas com drones. A primeira foi realizada hoje (26/03), entregando uma encomenda para um hospital da WakeMed na Carolina do Norte.

Os voos estão sendo acompanhados pela FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos) que ainda vai certificar esse tipo de operação. O mercado dos drones é relativamente recente, e apresenta diversas variantes durante a operação de um veículo desse tipo.

O drone utilizado foi um M2 quadcopter, construído pela Matternet, sua carcaça é praticamente toda construída em plástico, na parte inferior há um espaço para levar cargas pequenas de até 2,25 kg. O M2 é capaz de voar por 20 km, antes de exigir uma nova carga na sua bateria de lítio.

Parece ser um drone pequeno, mas ele é realmente bem grande. Com certeza não é barato de construir como um DJI Phantom.

A UPS e a WakeMed afirmaram em um comunicado conjunto que o transporte por drones pode ser mais eficiente, para entregas rotineiras de medicamentos, amostras e prontuários, evitando atrasos e reduzindo os custos de entrega das amostras.

Se for bem-sucedido, esse modelo de entrega de drones poderá inspirar outros hospitais e grupos médicos a fazer o mesmo.

A Boeing Horizon X está entre os investidores da empresa Matternet. A centenária fabricante injetou US$ 16 milhões no projeto em 2018.