Foto - Aeroporto de Brasília/Inframerica

Em uma última nota soltada no fim da tarde desta quarta-feira (23/05), o Aeroporto Internacional de Brasília declarou que está sem combustível (QNAV/JET A-1), para abastecer as aeronaves que fazem voos no local.

A recomendação do Aeroporto é que as aeronaves já venham com combustível para abastecer em outros locais, por exemplo, um voo Guarulhos – Brasília – Palmas precisa vir com combustível suficiente para cumprir o trecho Brasília – Palmas.

O problema dessa medida é que outros aeroportos, principalmente no Norte e Nordeste, estão sofrendo com falta de estoque do JET A-1.

A concessionária ressaltou que somente quatro caminhões, de nove, conseguiram chegar ao aeroporto na noite de ontem. Cada veículo leva 60 mil litros de QNAV, um querosene especial para aviões também chamado de JET A-1.

Todos os protocolos operacionais e de segurança são seguidos de forma a evitar adversidades. A administradora do Terminal brasiliense aconselhou aos passageiros buscarem as companhias aéreas para mais informações sobre os voos, a LATAM já anunciou que vai flexibilizar a remarcação de voos devido à greve.

Até às 17h de hoje (23/05) não houve registro de atrasos ou cancelamentos decorrentes da restrição de combustível.

 

Atualização

Próximo das 18h desta quarta-feira (23/05) a administração do Aeroporto de Brasília informou que cinco caminhões chegaram no local, com 45 mil litros de combustível cada. Apesar disso o local continua em atenção quanto ao abastecimento, que não deverá ser capaz de abastecer os aviões para os voos de amanhã.