M-346- Foto: Leonardo

O Ministério da Defesa do Uruguai está considerando a compra de um novo vetor de aéreo de combate para substituir a atual e antiga frota de jatos Cessna A-37 Dragonfly, cuja a principal missão é ataque ao solo.

De acordo com o Blog Before Flight existem três concorrentes na lista para reequipar a força aérea uruguaia, começando pelo italiano M-346FA, seguindo pelo chinês L-15B. Na terceira colocação a definição está entre o sul-coreano FA-50 e o sueco SAAB Gripen C.

Ainda de acordo com o blog, a preferência do governo uruguaio é pelo treinador avançado M-346FA. A preferência é pela tecnologia embarcada e o baixo custo de horas de voo e manutenção.

A nova aeronave que foi escolhida vai proporcionar a força aérea uruguaia novos sistemas que até então não eram usados, como a capacidade de combate além do alcance visual BVR (Beyond Visual Range).

O lote seriam de 6 aeronaves, mas este lote pode subir para mais seis unidades no futuro. Contudo, outra compra uruguaia seria de mais unidades do turboélice Pilatus PC-7 que aumentaria a frota de treinador.

DEIXE UMA RESPOSTA