USAF paralisa frota do bombardeiro B-1B para inspeção não programada

Bombardeiro B-1B. Foto - U.S. Air Force by Staff Sgt. Clayton Cupit

A Força Aérea dos Estados Unidos determinou que todos os bombardeiros Rockwell B-1B Lancer fiquem em solo, sem realizar missões, após uma inspeção de rotina detectar problemas com o sistema de assento ejetável.

Desta vez o problema é no paraquedas do sistema de ejeção, que poderia apresentar problemas durante o uso, e diferente do problema que surgiu há menos de 12 meses.

“Quando essas inspeções forem concluídas e quaisquer problemas forem resolvidos, as aeronaves retornarão ao voo”, disse a USAF sem estipular um prazo para isso.

A USAF destacou que a medida foi tomada como precaução, e toda a frota será inspecionada. Na última ocasião, a escotilha de escape abriu sem ser acionada, mas o assento não foi ejetado, a aeronave pousou em emergência em Midland, no Texas.

Atualmente a USAF utiliza o B-1B para lançar mísseis de longo alcance e alta precisão, e já desqualificou o bombardeiro para fazer missões com bombas nucleares.

DEIXE UMA RESPOSTA