USAF requalifica ex-piloto do U-2 Dragon Lady para voar o indócil avião espião

U-2 Dragon Lady- Foto: U.s Airforce Master Sgt. Rose Reynolds

O Lockheed Martin U-2 Dragon Lady, uma aeronave que cumpre missões de reconhecimento a grandes altitudes, é um dos clássicos da aviação da época da Guerra Fria que até hoje mantém seus voos de espionagem. 

Mesmo atuando nestas missões desde a Guerra Fria, apenas 1.500 pilotos se formaram para voar essa aeronave que é conhecida por sua dificultada de pilotagem.

O Major Jeffrey Anderson, foi um dos pioneiros nos voos do U-2 e agora mesmo em sua situação de reservista foi requalificado para voar o Dragon Lady.

Major da Força Aérea Jeffrey Anderson- Foto: USAF

“Isso é realmente incrível”, disse Anderson em comunicado da Força Aérea nesta semana. “É realmente emocionante ter o primeiro piloto de reserva qualificado no U-2 e a história da Força Aérea a pavimentar o caminho para outros reservistas voarem”, disse o tenente-coronel Chris Mundy, comandante do 99º Esquadrão de Reconhecimento, que treinou Anderson.

A base aérea de Beale, onde se localiza o 9ª Ala de Reconhecimento, pretende requalificar nos próximo ano outros pilotos da reserva para voar o indócil U-2 Dragon Lady.

DEIXE UMA RESPOSTA