GOL
Foto: Gabriel Melo/Aeroflap

Na última terça-feira (03/05) a diretoria da GOL realizou uma reunião com o órgão que controla a aviação na Venezuela, o Instituto Nacional De Aeronautica Civil da Venezuela (INAC). O principal assunto foi a retomada de voos da GOL para o país.

De acordo com as informações divulgadas pelo INAC, há um interesse de autoridades do país de uma retomada de voos entre o Brasil e Venezuela com aéreas brasileiras. 

“Estamos no momento de reformular estratégias e ampliar novos horizontes, isso beneficiaria a todos nós”, declarou Juan Teixeira Díaz, presidente do INAC. A aérea brasileira não lançou nenhuma declaração sobre a reunião e suas intenções de novos voos.

A GOL já operou anteriormente na Venezuela, mas suspendeu os seus voos em 2016. O motivo principal foi o bloqueio de dinheiro da companhia aérea no país, devido às restrições do governo local na época. Ao todo foram 400 milhões de dólares que o governo venezuelano bloqueou, não permitindo assim o repasse para a GOL no Brasil.

A GOL operava somente 2 frequências semanais para Caracas com o 737, boa parte da redução na rota é devido aos bloqueios que já estavam ocorrendo no país.