A Viasat Inc. anunciou nesta quarta-feira (22/05) que foi contratada pela administradora do Space Enterprise Consortium, no âmbito do programa Air Force Research Laboratory Space Vehicles XVI, para entregar e testar o primeiro satélite LEO compatível com Link 16.

Aproveitando a liderança da empresa em inovação de satélites e comunicações militares, a espaçonave projetada pela Viasat tem o objetivo de melhorar a percepção em campo dos combatentes de guerra, ampliando o alcance das redes Link 16 – usando uma constelação de satélites para fornecer maior acesso aos recursos do Link 16 em ambientes congestionados ou disputados.

Sob o programa XVI, a Viasat se tornará a primeira empresa a criar protótipos e a testar capacidades espaciais de Link 16 compatíveis com as plataformas habilitadas para a Força Aérea, Exército, Marinha, Corpo de Fuzileiros e Operações Especiais, incluindo veículos terrestres, aeronaves, embarcações marítimas e apoio de comunicação em campo.

O programa XVI é um passo fundamental para fazer uma constelação global de satélites LEO habilitada para Link 16, transformando-a de uma rede LOS (Linha de Vista) para uma rede BLOS, ou Beyond Line-of-Sight (Além da Linha de Visão, em português), fornecendo às forças militares dos Estados Unidos e aliadas as comunicações contínuas, seguras, rápidas e resilientes necessárias para melhorar o quadro operacional comum no espaço de batalhas global.

“O entrega do XVI destaca a liderança tecnológica da Viasat no Link 16 e nas comunicações táticas espaciais”, disse Ken Peterman, presidente de Sistemas Governamentais da Viasat. “Nosso projeto e desenvolvimento inovadores de satélites, aliados à experiência em datalinks táticos e cibersegurança de última geração, colocam a Viasat em uma posição única para atender a necessidade urgente do Departamento de Defesa dos Estados Unidos por uma solução espacial Link 16 de implantação ágil e econômica, a fim de manter uma vantagem tecnológica em ambientes desafiadores”.

O satélite LEO habilitado para Link 16 da Viasat foi projetado para se adequar ao conceito HAN (Rede Híbrida Adaptativa) da Viasat de comunicações via satélite (SATCOM).

A arquitetura HAN permitirá que os usuários operem em redes SATCOM comerciais e governamentais e em múltiplos regimes orbitais, criando uma solução multi-camadas de ponta a ponta, resiliente ao congestionamento da rede, interferência intencional e não intencional e ameaças cibernéticas – mesmo em ambientes altamente congestionados.


O satélite LEO com capacidade Link 16 permitirá que essas redes aproveitem as capacidades resilientes e de conectividade global da HAN e compartilhem informações com outros combatentes, em qualquer lugar do mundo.

Hoje, a Viasat oferece um extenso portfólio de configurações de terminal Link 16 e de fatores de forma.

As redes de comunicação Link 16 fornecem aos EUA e aliados internacionais uma maior percepção de campo por meio da troca de dados digitais através de um link de dados comum que é contínuo e automaticamente atualizado em tempo real, reduzindo a chance de tarefas fratricidas ou duplicadas, enquanto melhora significativamente a eficácia da missão.