Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Um para de caças Typhoon FGR.4 da RAF armados com bombas Paveway IV, mísseis ar-solo Brimstone e mísseis ar-ar AMRAM e ASRAAM. Foto: RAF/Coroa Britânica.

No dia 06 de setembro, um par de caças Eurofighter Typhoon FGR.4 da Força Aérea Real (RAF) atacaram uma posição do Daesh (Estado Islâmico do Iraque e do Levante) que abriu fogo contra tropas do Iraque que realizavam operações de segurança a cerca de 30 milhas ao sul de Erbil. 

A guarnição iraquiana começou a ser alvejada a partir de uma posição em uma área de vegetação pesada. Os caças foram solicitados para dar apoio e atacaram o Daesh com uma única bomba Paveway IV de 227kg, guiada por laser/GPS, eliminando os insurgentes. Confira no vídeo.

“A importância de manter nosso foco na Operação Shader durante os últimos meses foi destacada no início de setembro, quando os Typhoons desta estação aérea realizaram um ataque contra os combatentes do Daesh que estavam envolvidos com as forças iraquianas causando um cenário de ‘contato de tropas'”, disse o Wing Comannder Dutch’ Holland, Oficial comandante da 903 Ala Aérea Expedicionária da RAF. “O ataque, utilizando uma Paveway IV, neutralizou a ameaça e forneceu estabilidade e segurança para as tropas envolvidas.”

A Paveway IV é uma das mais novas variantes da família de bombas Paveway. Diferente das versões anteriores, guiadas apenas por um laser projetado por outra aeronave ou um designador em solo, a variante IV também é guiada por GPS/Navegação Inercial, aumentando o leque de operações em que pode ser empregada. O kit Paveway, produzido pela Raytheon dos Estados Unidos, é instalado em uma bomba convencional – nesse caso uma Mk.82 de 500 libras – com a ogiva se tornando uma arma inteligente.

Bombas Paveway IV nas asas de um Harrier GR.9 da RAf durante operações no Afeganistão em 17 de abril de 2007. Foto: RAF/Coroa Britânica.

Via Força Aérea Real

DEIXE UMA RESPOSTA