• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Vídeo mostra o lançamento de foguete sul-coreano no Maranhão de uma forma nunca vista antes

INNOSPACE Foguete-Alcêntara-sul-coreano-HANBIT-TLV Maranhão
Foto: INNOSPACE via YouTube

No último domingo (19/03), o lançamento do foguete sul-coreano HANBIT-TLV foi o mais recente capítulo para o Programa Espacial Brasileiro, o de número 500 do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. O veículo levou a bordo carga útil desenvolvida 100% no Brasil em um voo que durou 4 minutos e 33 segundos. A operação da INNOSPACE em Alcântara foi de caráter experimental, sendo a primeira empresa privada a lançar um foguete a partir da base brasileira, que busca realizar o envio de seus satélites em centros de lançamento com custos mais acessíveis ao redor do mundo.

O Chefe do Subdepartamento Técnico do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Brigadeiro Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, destacou que a Operação, denominada Astrolábio, é o resultado da parceria entre o DCTA e a empresa sul-coreana INNOSPACE e demonstra a capacidade nacional em desenvolver tecnologias espaciais e lançar foguetes.

A INNOSPACE aproveitou o momento especial e divulgou um vídeo ao público com novos detalhes e uma incrível visão aérea do lançamento do foguete, incluindo uma câmera fixada ao foguete, algo que nunca aconteceu em Alcântara em outros lançamentos. Confira abaixo: 

 

 

Após o lançamento, o HANBIT-TLV realizou um voo de teste suborbital de 85 km de altitude, voltando para a superfície da Terra ao cair em mar aberto.

 

Conheça o foguete HANBIT-TLV

Foguete HANBIT-TLV Aeroporto São Luís Alcântara

Foto: Innospace/Reprodução

 

O HANBIT-TLV é um foguete híbrido lançador de satélites com 16,3 metros de altura, um metro de diâmetro e peso de 8,6 toneladas, e de impulso de estágio único, capaz de levar uma carga útil de 50 kg a uma órbita de 500 km. 

Segundo a FAB, o HANBIT utiliza um sistema patenteado de alimentação por bomba elétrica, além de tecnologia híbrida, ou seja, com propulsores à base de oxigênio líquido e uma mistura de parafinas, proporcionando uma composição química estável, fabricação mais rápida e de menor custo.

Confira no vídeo a preparação do foguete para a importação ao Brasil

Em seu primeiro lançamento no CEA, uma operação de ensaio, o foguete sul-coreano terá o SISNAV como carga útil.  O SISNAV é um experimento tecnológico brasileiro essencial para a navegação autônoma de foguetes, que permitirá ao Brasil um grande passo em direção à independência no desenvolvimento de veículos para lançamentos de satélites de todos os tipos. O Projeto está inserido dentro do Sistema de Navegação e Controle (SISNAC), previsto para o Veículo Lançador de Microssatélites (VLM) da FAB, focado em órbitas baixas no chamado New Space.

 

Com informações da Força Aérea Brasileira.

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Redator

Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação.


Contato: [email protected]