• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Vídeo vazado mostra acidente com avião de caça russo em porta-aviões

Caça naval russo Sukhoi Su-33 decolando do porta-aviões Almirante Kuzntesov.
Caça naval russo Sukhoi Su-33 decolando do porta-aviões Almirante Kuzntesov.

Um vídeo vazado recentemente mostra um acidente com um caça Su-33 da Marinha Russa, a bordo do porta-aviões Almirante Kuznetesov. O sinistro ocorreu em 2016 mas as imagens só foram divulgadas agora.

O vídeo é de dezembro de 2016, gravado durante a campanha russa na Síria em apoio ao ditador Bashar al-Assad. Esta também foi a última viagem operacional do porta-aviões Kuznetesov, que segue passando por reparos na Rússia. As imagens começaram a circular pelo Telegram, logo se espalhando para as demais redes sociais. Elas foram gravadas de dentro do porta-aviões russo e mostram o jato de combate ainda boiando no Mar Mediterrâneo. 

Conforme o portal The War Zone, o acidente ocorreu quando o Sukhoi Su-33 – versão naval do mais famoso Su-27 – tentou pousar no navio. A falha aconteceu no sistema de cabos que param a aeronave no curto espaço do deque. O Su-33 conseguiu capturar um dos cabos de aço, que arrebentou. Rápido demais para frear, mas sem velocidade suficiente para uma arremetida, o avião caiu no Mar Mediterrâneo. 

 

Felizmente o piloto conseguiu ejetar, sendo resgatado em seguida. O próprio vídeo mostra o momento em que o aviador da Marinha Russa é içado por um helicóptero. 

Este foi apenas mais um capítulo da problemática carreira operacional do único porta-aviões em operação na Rússia. Assim que chegou na costa da Síria, o grupo aeroembarcado do Kuznetsov perdeu um dos novos MiG-29KR Fulcrum que estavam a bordo. Assim como no caso do Su-33, o MiG-29 caiu no mar após uma falha nos cabos do navio. 

Logo que encerrou sua curta temporada no Oriente Médio, o Almirante Kuznetsov retornou à Rússia, iniciando um ciclo de revisão previsto para ser concluído no ano seguinte.

Almirante Kuzntesov, único porta-aviões russo em serviço, está passando por reparos. Via Naval News.

Almirante Kuzntesov, único porta-aviões russo em serviço, está passando por reparos. Via Naval News.

Em novembro de 2018 veio o primeiro grande acidente, quando a doca flutuante PD-50, onde passava por reparos, afundou. O naufrágio causou a queda de um guindaste de 70 toneladas no meio do convés, abrindo um buraco de 19 m² no navio. O acidente deixou quatro feridos e um morto. 

Em 2019 um grande incêndio se iniciou dentro do navio durante os trabalhos de reparo. Três pessoas morreram e 14 ficaram feridas tentando conter as chamas, que causaram prejuízos na casa dos US$ 8 milhões. O incidente mais recente ocorreu em dezembro de 2022, novamente um incêndio, quando o navio passava pelos preparativos para deixar a doca seca em Murmansk. 

Como todos os acidentes, somados à guerra na Ucrânia e a crise econômica enfrentada pelo país, é provável que o porta-aviões não volte a navegar tão cedo. 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.