British Airways Concorde Londres New York
Essa foto foi em 1985, da velocidade máxima (Mach 2), registrada por um Tornado da Royal Air Force, que voou por 4 minutos em velocidade máxima para acompanhar o Concorde. O Tornado só poderia voar 4 minutos a Mach 2 sem comprometer a sua autonomia de voo para essa missão.

O Concorde é com certeza um icônico avião conhecido por praticamente todas as pessoas. Seus complexos sistemas, e diversas funções, permitiam que o avião voasse tranquilamente à Mach 2.

Boa parte das unidades que operaram voos estão atualmente em museus, sendo alguns com seus sistemas ainda funcionando.

Uma unidade que está com sua parte hidráulica e elétrica funcionando é a aeronave de matrícula G-AXDN, um Concorde equipado com a pintura da British Airways, mas que nunca voou pela companhia aérea.

O G-AXDN foi uma aeronave de pré-produção, e participou do programa de desenvolvimento e certificação do Concorde, aparecendo em alguns eventos de 1971 até 1986, quando foi doada para exibição pública em Duxford.

E no vídeo abaixo, encontrado pela equipe do Portal AEROFLAP, temos o passo a passo realizado pela tripulação para “abaixar” o nariz da aeronave.

Primeiro os pilotos fazem um check pré-voo na aeronave, e depois ligam o sistema elétrico e hidráulico do Concorde. Alguns fusíveis são ativados, para permitir o funcionamento das bombas hidráulicas do avião, antes do acionamento do comando localizado no centro do cockpit para abaixar ou levantar o nariz da aeronave de acordo com o ângulo.

Atualmente esta aeronave icônica faz parte da British Airliner Collection, esta é uma das exposições mais populares da IWM Duxford.

DEIXE UMA RESPOSTA