O Aeroporto de Aracaju/Santa Maria (SE) recebeu nesta semana o Certificado Operacional de Aeroporto da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Trata-se de portaria, publicada no Diário Oficial da União, que atesta o atendimento aos requisitos de infraestrutura e de segurança operacional para os aeródromos que movimentam mais de um milhão de passageiros por ano.

Com o certificado, a Anac comprovou e oficializou que as atividades aeroportuárias na capital sergipana ocorrem dentro dos requisitos internacionais de segurança, autorizando o Aeroporto Santa Maria a operar conforme o Manual de Operações do Aeródromo (MOPS) aprovado pela agência, além de identificar os serviços aéreos públicos autorizados por meio das especificações operativas, constantes no Certificado.

Na prática, o terminal pode receber operações mais exigentes, ou ainda, aumentar o número de operações com aeronaves de maior porte na localidade. Um dos ajustes que foram feitos foi na faixa preparada, um trecho gramado ao lado da pista de pouso e decolagem que registrava acúmulo de água. Ele recebeu melhoria para evitar as poças e minimizar o risco de atolamento caso uma aeronave saia da pista.

Foto - Infraero/Divulgação
Foto – Infraero/Divulgação

“Dessa forma, o Aeroporto de Aracaju reforça seu compromisso com a segurança e a qualidade das operações aeroportuárias, além de destacar a integração entre a administração do aeroporto e o órgão regulador”, afirma o superintendente do terminal, Rodrigo Siebra.

Os procedimentos para concessão do certificado seguem as determinações do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil 139 (RBAC), que por sua vez seguem a orientação da Organização Internacional de Aviação Civil (Oaci), agência das Nações Unidas responsável pela promoção do desenvolvimento da aviação civil mundial. “Essa é uma conquista importante para todo o sistema aéreo, uma vez que toda a cadeia da indústria do transporte aéreo se beneficia de um aeroporto com segurança e práticas operacionais de excelência”, avalia o superintendente de Aeroportos Antônio Erivaldo Sales.

Atualmente, 12 aeroportos da Infraero estão certificados operacionalmente pela Anac. Além de Aracaju (SE), a empresa conta ainda com Vitória (ES), Goiânia (GO), Curitiba (PR), Recife (PE), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Maceió (AL), Campo Grande (MS) e Florianópolis (SC).

COMPARTILHAR