Nesta quinta-feira a Airbus inaugurou sua primeira unidade de treinamento de pilotos na América do Sul, a Airbus Brazil Training Centre, localizada nas instalações da UniAzul ao lado do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. Esse também é o segundo centro de treinamento da Airbus na América Latina, que seguiu o recém-inaugurado Centro de Treinamento da Airbus na Cidade do México.

A cerimônia oficial foi iniciada às 10h da manhã, com uma apresentação do tema pela Airbus, com o Fabrice Hamel, vice-presidente global dos centros de treinamentos e serviços aos clientes da Airbus e o Arturo Barreira, vice-presidente de vendas para América Latina e Caribe. O evento também teve Antonoaldo Neves, presidente da Azul Linhas Aéreas, e contou com a presença do diretor da Agência Nacional de Aviação Civil, Ricardo Bezerra.

“Estamos felizes em ver o estabelecimento do Airbus Brazil Training Centre como referência para o trabalho junto às autoridades da aviação e às maiores companhias aéreas em todo o país. Ele será um centro de excelência para América do Sul”, afirma Fabrice Hamel, vice-presidente de Training Services, Customer Services, Airbus.

O simulador da Airbus, que serve somente para aeronaves da família A320, treinará pilotos da Azul e de outras companhias aéreas, caso foi preciso, a fabricante europeia é responsável pela operação e marcação de horas no simulador. O uso dele é exclusivo para as companhias aéreas, não servindo para realizar treinamento de terceiros. O acordo de 12 anos firmado pela Azul com o “Training by Airbus” inclui mais de 70 mil horas de treino de voo.

Com a tecnologia de simulação tipo D Full Motion, o simulador do A320 tem capacidade de certificar pilotos para a operação dessas aeronaves, através de uma extensa lista de procedimentos realizados em caráter de testes, simulando condições reais as quais o piloto pode se submeter em voo algum dia. A tecnologia de movimentação, apresentada no vídeo abaixo, ajuda o piloto a obter uma informação sensorial cada vez que uma superfície de comando é acionada, bem como perceber alterações de potência nos motores e ângulos de inclinação.

Dentro do simulador é possível encontrar um cockpit em tamanho real, cercado por um sistema de projeção que fornecem as imagens do software de simulação para os pilotos, um instrutor se localiza logo atrás do assento do comandante e copiloto, ele tem uma tela própria que pode submeter comandos para o software e alterar as condições de voo, como simular uma falha de motor sem aviso ou alterar o clima no aeroporto de destino para simular uma condição sem visibilidade.

Um procedimento de pouso foi realizado enquanto estávamos dentro do simulador, é possível perceber seus movimentos suaves na fase final do pouso, culminando com o toque em seguida. Em seguida a equipe de imprensa foi direcionada para uma sala onde fica um cockpit montado com telas touch-screen, esse é usado para treinar procedimentos de briefing de voo e check-list, acostumando o piloto com a posição de cada comando no A320.

Atualmente a Azul Linhas Aéreas tem entorno de 60 pilotos de A320neo, e conta com 8 aeronaves desse tipo em sua frota, a companhia espera terminar o ano com 11 aeronaves desse tipo. A encomenda total é para 63 aeronaves A320neo que serão recebidas até 2023 pela Azul.

O Presidente da Azul, Antonoaldo Neves, relatou durante o evento que o número de simuladores da UniAzul ainda é insuficiente para atender a demanda de treinamento de pilotos da companhia, porém não há uma expansão planejada para o local. O presidente da Azul também destacou que ter simuladores próprios é uma questão de segurança, visto que a empresa pode empregar técnicas próprias para mitigar erros, bem como fiscalizar facilmente o treinamento de pilotos. Também foi destacado o fator comodidade, visto que os tripulantes não precisam sair do país para treinar na aeronave em que operam.

A Airbus vem oferecendo treinamento para a região primariamente por meio de sua base em Miami. Os centros no Brasil e no México ajudarão a empresa a sustentar o crescimento de longo prazo dos mercados em expansão, como o Brasil, especialmente diante das previsões do Airbus Global Market Forecast, que indicam um crescimento anual de cinco por cento na demanda por treinamentos na América Latina nos próximos 20 anos, com a necessidade de treinamento de 80 mil novos pilotos e técnicos.

 

Veja abaixo uma galeria de fotos da Aeroflap no evento:

 

 

Vídeos ao vivo:

Simulador da Airbus por fora, veja como o mecanismo de movimentação atua, são amortecedores hidráulicos responsáveis por sustentar e movimentar a estrutura acima.

Simulador Full Motion tipo D, em transmissão ao vivo na nossa página do Facebook.

Simulador para reconhecimento visual e treinamento de check-list.

 

A Aeroflap viajou para Campinas através de convite da Airbus Brasil. Muito Obrigado!

This post is available in: pt-brPortuguês