A Azul recebeu hoje o troféu de companhia com check-in mais eficiente do Brasil. A premiação da Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação levou em consideração os resultados consolidados da Pesquisa de Satisfação do Passageiro ao longo do ano passado.

Os números, divulgados no fim da semana passada, mostram que a Azul registrou o menor tempo de espera na fila do balcão. Pela empresa, os clientes demoraram, em média, 06:57 minutos para realizar o check-in.

A conquista não é uma surpresa para a companhia, que já liderava o ranking do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil no acumulado dos nove primeiros meses de 2017. Além disso, desde que o relatório sobre as empresas aéreas começou a ser construído, em 2015, a Azul tem conquistado o primeiro lugar nas operações de check-in. A segunda companhia com menor tempo na execução do check-in em 2017 precisou de quase dois minutos a mais para cumprir os mesmos procedimentos.

A rapidez e a eficiência no balcão, além de outros canais de atendimento, como o aplicativo e o web check-in, contribuem para os bons resultados. De acordo com a diretora de aeroportos da companhia, Elisabete Antunes, a preocupação da empresa em simplificar as etapas resulta na economia de tempo por parte dos clientes que viajam com a Azul.   

“Trabalhamos em conjunto com outros setores da empresa para pensar em como reduzir o tempo que nosso cliente aguarda para passar por todos os procedimentos até o embarque em nossa aeronave. Em paralelo, nosso Time de Aeroportos se dedica diariamente para oferecer um atendimento ágil e eficiente a nossos clientes, sem deixar de seguir as normas de segurança e sem perder a essência do nosso serviço. Sem dúvidas, esse é o nosso segredo”, ressalta Elisabete.

No último relatório divulgado pelo Ministério dos Transportes, referente ao primeiro trimestre de 2018, a Azul manteve a liderança em check-in mais rápido. A empresa também registrou o menor tempo médio de espera na fila para embarque na aeronave (10:08 minutos) e ficou em primeiro lugar no ranking que mede o tempo médio entre a chegada da primeira e da última bagagem nas esteiras.

Nesse critério, a Azul demorou apenas 5:50 minutos para concluir a restituição, dois minutos a menos que a segunda empresa mais bem posicionada.

This post is available in: pt-brPortuguês