A CFM está testando um projeto de reforço estrutural para o motor Leap, que será aplicado tanto na família Airbus A320neo e no Boeing 737 MAX. A CFM diz que o compressor de baixa pressão teve sua configuração revista, essa atualização no compressor será aplicada no 737 MAX que está na fase de testes e entra em serviço no ano que vem.  Também foi declarado que toda a família Airbus A320 com motores CFM receberá a atualização de desempenho em 2017, simultaneamente ao Boeing 737 MAX.

A Joint Venture General Electric – Snecma complementoou dizendo que a atualização é “sobre o aumento durabilidade do motor, estendendo o seu tempo de operação na aeronave”, e não se destina a novas melhorias na eficiência de combustível. Em termos de consumo de combustível, a CFM acrescenta: “Estamos na especificação do programa, entregando o que foi prometido.”

O módulo atualizado incorpora vedação e lâminas com novo conceito. Embora ligeiramente diferente em escala o Leap-1A e B são variantes da mesma arquitetura e altamente semelhante no modo de operação, com o compartilhamento de um dos três estágios do LP compressor, assim como um núcleo de alta pressão.

A CFM acrescenta que não há planos para realizar a atualização de motor para as aeronaves que equipam a versão atual do Leap-1A. Em nota foi dito pela CFM: “Os motores que estamos entregando atualmente são esperados para durar até sete anos em uma aeronave, se nada ocorrer com ele. No entanto, os clientes podem instalar a nova versão se assim o desejarem.”

COMPARTILHAR