O novo Falcon 5X da Dassault Falcon Jet realizou seu primeiro voo no dia 5 de julho, decolando da unidade de montagem final de Bordeaux-Merignac na França. O jato executivo de fuselagem ultra-larga inicia sua fase de voos testes preliminares antes da campanha completa programada para começar no próximo ano.

O voo de duas horas foi realizado com uma versão preliminar dos motores Safran Silvercrest. O objetivo dessa campanha de teste é ajudar a simplificar o processo de desenvolvimento. Os testes de validação e certificação de voo serão realizados no próximo ano, quando a Safran entregará os motores certificados e que atendam às especificações da Dassault.

“A curta campanha preliminar de teste de voo é parte de nosso esforço em limitar, tanto quanto possível, as consequências do atraso de quatro anos no desenvolvimento do motor”, disse Eric Trappier, presidente e CEO da Dassault Aviation. “Vamos monitorar de perto os testes de validação no Silvercrest modificado que são programados pela Safran nos próximos meses, já que seus resultados serão críticos para atender a entrada do Falcon 5X em serviço, em 2020”, completou.

A cabine do Falcon 5X será a mais alta e a mais ampla da indústria. Mesmo assim, a aeronave terá uma capacidade de pouso a uma velocidade de uma aeronave turboélice e ainda um consumo de combustível menor do que qualquer outro jato executivo de sua classe. “Nossos clientes estão ansiosos para voar o novo Falcon de super cabine”, continua Trappier.

“Os controles de voo digitais de nova geração instalados no F5X, em conjunto com sua nova asa de alta eficiência, tornarão possível mesclar o conforto e espaço de grandes jatos comerciais a uma ʻmanobrabilidadeʼ, eficiência e operacionalidade em aeroportos aonde somente jatos menores poderiam até então operar, estabelecendo com isso uma nova referência para o mercado de jatos executivos”, conclui.

COMPARTILHAR