A Lufthansa está próxima de retirar sua última aeronave Boeing 737 da frota, a previsão da companhia é que seja possível realizar o último voo em outubro deste ano. Atualmente a Lufthansa opera com menos de 7 aeronaves Boeing 737-300 em sua frota, que realizam voos dentro do continente europeu, desde 1993 essa aeronave opera nas cores da Lufthansa.

A aposentadoria conjunta do 737 Classic da Lufthansa também contempla as aeronaves Fokker 100/70 da Austrian Airlines, que estão gradativamente sendo substituídas pelo Embraer E-195, e as aeronaves Avro RJ100 da Swiss, substituídas pelo Bombardier CS100. A Lufthansa também retirou o último 737-500 neste ano.

Os últimos voos do 737-300 Classic sairão no dia 29 de setembro de Genebra, na Suíça; de Estugarda, na Alemanha; e de Nuremberg, também na Alemanha. Todos os três voos pousarão no Aeroporto de Frankfurt na noite do dia 29.

737-300luf

No início do ano a Lufthansa recebeu sua primeira unidade do Airbus A320neo, que faz parte da nova geração de aeronaves narrowbody da Airbus. De acordo com a companhia aérea alemã, é possível economizar até 15% de combustível em voo, quando comparado a geração anterior (A320ceo e 737 NG).

A história da Lufthansa com o Boeing 737 é de pioneirismo, as primeiras unidades do 737 Original (737-100) foram entregues em 1968. Como citado no primeiro parágrafo, em 1993 a Lufthansa iniciou a troca da antiga geração (737-200) por outro modelo, com diversas inovações, o 737-300.

O CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, afirma que o projeto da companhia é otimizar sua frota através da redução de diferenças entre as aeronaves, assim é possível simplificar a manutenção e treinamento de tripulantes.

 

Veja mais em:

Lufthansa prepara para aposentar sua frota de Boeing 737

COMPARTILHAR