Companhias Aéreas Não categorizado News

Mecânico da Air Índia é sugado para dentro do motor de um A319

Air_India_Airbus_A319-112_SDS-1

Um mecânico de serviço da Air India morreu depois que ele foi sugado para dentro do motor de uma aeronave Airbus A-319 no aeroporto de Mumbai na quarta-feira à noite. O engenheiro – mecânico, identificado como Ravi Subramanium, tinha 40 anos de idade. Na hora do informado, o corpo ainda estava para ser recuperado na parte interna do motor. O incidente ocorreu por volta 20:30, quando a aeronave começaria a operar o vôo Mumbai-Hyderabad e estava sem serviço de pushback antes decolar.

Uma aeronave só pode realizar o serviço de pushback com um mecânico ou técnico de solo responsável por guiar o procedimento. Um trator de reboque é utilizado para empurrar a aeronave para trás e o processo é realizado com um técnico de solo posicionado em frente ao nariz da aeronave, de modo a ser visível para os pilotos. O vôo estava sendo tripulado por um co-piloto novato e um comandante experiente, o técnico (mecânico de serviço), estava supervisionando o procedimento de pushback.

“Ninguém sabia o que aconteceu. De repente ouvimos uma pessoa foi sugada para dentro do motor”, disse uma fonte da companhia aérea. Um funcionário do CISF disse que “o corpo foi despedaçado”. Muitos dos cerca de 100 passageiros que estavam no voo disse ter sido traumatizado pelo incidente.

“Quando um avião está no procedimento de retirada do gate, o motor, mesmo quando se estiver em Idle, só contém cerca de 10% de seu impulso total. Durante o taxiamento sua nunca mais de 35% da potência total. O pessoal de terra e técnicos sabem muito bem a área que deve ser mantida de precaução enquanto o motor está funcionando “, disse um funcionário da empresa.

Fontes do aeroporto disseram que a APU não estava funcionando e por isso o procedimento de arranque do motor foi realizado com uma ajuda externa. Quando em terra, o APU fornece energia para manter o ar condicionado ligado, eletricidade para os sistemas de voo e auxilia no ligar dos motores.
“Mas a maioria das APU em aeronaves narrow-body da Air India não funcionam. Para iniciar um motor, você tem que girar o motor, girar o fan do motor. Se APU não é funcional, piloto liga um motor antes de começar o pushback, para a aeronave conseguir seguir livre da alimentação externa. Uma vez que o motor é ligado, a fonte de alimentação externa é desligada, o pushback é iniciado, e em seguida o motor que está ligado tem de ser acelerado para o outro motor ser iniciado “, disse um comandante.
A Direção Geral de Aviação Civil da Índia iniciou um inquérito sobre o acidente. O presidente da Air India, Ashwani Lohani, estará deixando Mumbai na quinta-feira de manhã para examinar o acidente e tomar ações ao redor do ocorrido.
—————————————————————————————————————————–
Fonte – Times Of Índia
Tradução, edição e adaptação – Aeroflap
Nota da Aeroflap – Não sei nos motores do A319, mas os CFM do 737NG indicam uma distância mínima em um raio de 4,2 metros, o que é pouco perto do tamanho da aeronave, normalmente é recomendado retirar o calço antes de iniciar os motores para evitar qualquer acidente.

About the author

Pedro Viana

Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This