A Norwegian está extremamente satisfeita com sua atual frota de Boeing 787 Dreamliner, e entre os planejamentos da companhia está a expansão das operações de longa distância partindo do aeroporto de Gatwick. Bjorn Kjos, CEO da Norwegian, diz que a encomenda só será realizada no caso de haver mais slots disponíveis no aeroporto alvo da expansão.

Para o CEO da Norwegian, operar 50 Boeing 787 a partir de Gatwick ajudaria a incrementar a receita da companhia e aumentar a disponibilidade de assentos para os passageiros, visto que atualmente a Norwegian é a 3ª colocada em movimento anual.

Atualmente a Norwegian tem uma carteira de pedidos para cerca de 40 Boeing 787, com destaque para as 29 encomendas fixas do 787-9. Em sua frota há a presença de 9 B787, sendo oito aeronaves da versão -8, a menor delas, e uma da versão -9.

Sobre o 787-9 Kjos comenta, “O -9 tem um custo inferior do assento e nós só estamos procurando o menor custo por passageiro”. Apesar dos -8 na frota, Kjos disse também que as aeronaves são importantes para testar novos mercados e consolidar a sua operação em uma rota nova. A Norwegian também planeja utilizar os 100 Boeing 737 MAX8 e 100 A320neo para alimentar viagens de longa distância e realizar curtos voos transatlânticos.

COMPARTILHAR