Uma tempestade que aconteceu na madrugada desta quinta-feira com fortes ventos no Rio de Janeiro, arrastou o dirigível de projeto brasileiro Airship, conhecido tecnicamente como ADB-3-X01. O Airship estava ancorado no Campos dos Afonsos, uma base aérea da FAB.

A aeronave foi danificada seriamente, o envelope do dirigível esvaziou e a gôndola foi destruída com o impacto nos trilhos da Supervia. A empresa ainda não divulgou a real extensão dos danos.

O dirigível estava voando perfeitamente antes de ser destruído pelo impacto, a empresa realizou voos de demonstração por 60 cidades uma semana antes.

O dirigível tem 49 metros de comprimento e 17 metros de altura, tem capacidade de carga em torno de uma tonelada e espaço para o piloto e até cinco outros ocupantes. Possui um motor de potência 300 HP, atingindo velocidades de até 85 km/h.

De acordo com a empresa, o modelo final terá diversas aplicações, entre elas vigilância e monitoramento para segurança, proteção do meio ambiente, prevenção de queimadas, controle de fronteiras, voos de reconhecimento e busca e salvamento e o transporte de pequenas cargas ou passageiros para áreas de difícil acesso e sem infraestrutura aeroportuária.

Foto – Airship/Divulgação

A empresa Airship possui objetivos ainda maiores, projetando um dirigível cargueiro a ser concluído em 2019 com capacidade de carga para até 30 toneladas, 330 m3, 125km/h e autonomia customizada.

This post is available in: pt-brPortuguês