Na segunda quinzena de janeiro, o terminal de logística de carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Curitiba/São José dos Pinhais – Afonso Pena (PR) recebeu uma operação especial da fabricante de carros Renault do Brasil. Entre os dias 19 e 20, duas aeronaves B727-200, transportando cerca de 100 volumes para exportação com mais de 14 toneladas, vieram ao aeroporto paranaense para a operação de desembaraço e transporte das cargas para seguirem à Renault da Argentina.

As peças e componentes faziam parte de um lançamento de veículos da marca no país de destino, fomentando a urgência no transporte dos volumes.

Em Buenos Aires, foram mobilizados também dois helicópteros para deslocar volumes do aeroporto para a planta da Renault, localizada em Santa Isabel, província de Córdoba.

“O sucesso desta missão foi de grande importância para demonstrar a capacidade da Infraero em atender as demandas de nossos clientes. A equipe de logística está empenhada em oferecer outras oportunidades de negócios para o pleno aproveitamento de nossa infraestrutura e know-how”, destacou Alexsandro Miglioretto, coordenador de Prospecção e Fidelização do Aeroporto de Curitiba.

Foto – Infraero/Divulgação

 

Movimentação de exportação no Teca de Curitiba

O complexo logístico do Aeroporto de Curitiba registrou números positivos na área de exportação em 2016, com crescimento de 4,69% na movimentação de em comparação com o ano de 2015. No período, foram movimentadas 6.582,3 toneladas no setor, contra 6.287 toneladas de carga em 2015.

O volume, segundo maior da Rede Teca em 2016, corresponde a 18,39% do total de cargas de exportação movimentadas nos complexos logísticos administrados pela Infraero no ano. Além disso, o terminal de cargas paranaense é também o que apresentou em 2016 a segunda maior tonelagem total de cargas movimentadas na Rede Teca, com 17.307,6 t, atrás somente do Teca do Aeroporto de Manaus, com 26.331,4 t.

COMPARTILHAR