Foto: Bruno Geovane - Jetphotos

Essa data pode ser considerada para muitos uma superstição, para outros só coincidência, mas é marcada por três grandes acidentes aéreos, sendo um nos Estados Unidos, outro no Brasil e o último na Ucrânia.

Curiosamente todos os três acidentes têm em comum o número 7 envolvido, seja na data ou no número do voo. Confira abaixo esses grandes acidentes que ocorreram no dia 17 de julho.

TWA 800

Era 17 de Julho de 1996 quando o Boeing 747-131, de matrícula N93119 da TWA decolou do Aeroporto JFK nos Estados Unidos, e seguia para Roma na Itália com uma escala em Paris, a aeronave levava 212 passageiros e mais 18 tripulantes a bordo.

Ao cruzar a costa americana próximo às ilhas Moriches a aeronave sofreu uma explosão nos tanques de combustível, segundo apontado pelo relatório final divulgado pelo NTSB quatro anos após o acidente.

O relatório final apontou uma centelha elétrica que não foi identificada mas que causou um curto circuito na parte externa. Próximo dos tanques de combustíveis também ficam os sistemas de ar-condicionado da aeronave, que superaqueceu nesta ocasião, provocando uma tensão elétrica anormal na fiação dos sistemas de combustível.

O tanque é preparado para suportar grandes temperaturas, contudo, no momento da falha a temperatura dos sistemas ultrapassou 180°C, derretendo o isolamento da fiação e culminando na explosão.

TWA 800 Boeing 747
Foto: NTSB

TAM 3054

No dia 17 de Julho de 2007, um Airbus A320-233 de prefixo PR-MBK decolou do Aeroporto de Porto Alegre, com 181 passageiros e 7 tripulantes, com destino ao Aeroporto de Congonhas cumprindo o voo JJ3054. Era um dia normal porém, chuvoso na capital paulista.

Durante o pouso pela pista 35L de Congonhas a aeronave não conseguiu frear, saindo da pista e ultrapassando a movimentada avenida Washington Luís. O resultado foi a colisão com um prédio da própria companhia, além dos 187 passageiros, mais 12 pessoas que estavam em terra vieram a óbito.

O relatório final do acidente divulgado pelo CENIPA em 2009 apontou falhas na infraestrutura do aeroporto. Uma obra realizada pouco antes do acidente no asfalto da pista principal não incluiu o grooving (ranhuras para escoamento de água), a falta das ranhuras, juntamente com os procedimentos realizados pelos pilotos no cockpit resultaram no acidente.

TAM 3054 Airbus A320
O que restou do Airbus A320 da TAM, Autor Desconhecido

https://www.youtube.com/watch?v=-KjVKo9eeSs&t=391s

 

Malaysia Airlines MH17

O Boeing 777-200 de matrícula 9M-MRD decolou do Aeroporto de Schiphol, em Amsterdã (Holanda) com destino a Kuala Lumpur, na Malásia, no dia 17 de julho de 2014. A bordo estavam 283 passageiros e 15 tripulantes.

Durante o voo o avião foi abatido enquanto sobrevoava o leste da Ucrânia, a 40km de distância da fronteira com a Rússia.

Em julho de 2014 havia um clima de tensão na região leste da Ucrânia com separatista pró-Rússia que dominavam a região, relatos iniciais apontaram que a aeronave foi abatida por um míssil terra-ar disparado utilizando o sistema de mísseis Buk.

As duas partes que conflitavam tanto o governo ucraniano e os separatista pró-Rússia negaram a autoria do disparo do míssil, mas o relatório final apontou que o disparo aconteceu em território ucraniano controlado por rebeldes separatistas pró-Rússia, perto de Pervomaisky, 6 quilômetros ao sul de Snizhne.

O relatório também mostra que o sistema de mísseis foi transportado da Rússia para a Ucrânia, e posteriormente retornou à Rússia, depois do acidente.

Foto: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA