Um 737-800 da Ryanair realizou um pouso de emergência no Aeroporto de Berlim-Brandenburgo (BER) por conta de uma suspeita de bomba a bordo. O incidente ocorreu no domingo (30). 

A aeronave de matrícula EI-EMO cumpria o voo FR1901 de Dublin, na Irlanda, para Cracóvia, na Polônia, com 160 passageiros. Em determinado momento, autoridades alemãs entraram em contato com a tripulação, alertando sobre uma possível bomba na aeronave. Os pilotos decidiram pousar no aeroporto mais próximo. 

Por volta das 20:45 UTC (17:45 em Brasília), o jato pousou em Berlim. Segundo o site Aerotime Hub, a mídia local informou que todos os passageiros foram retirados do avião que foi investigado pela Polícia Federal Alemã. As bagagens foram inspecionadas com a ajuda de cães farejadores. Apesar do susto, nenhum item suspeito foi encontrado. 

O voo FR1901 foi realizado em outro avião da companhia.

“O avião da Ryanair que fez um pouso de emergência relatou uma emergência aérea e, portanto, recebeu imediatamente uma autorização de pouso em BER”, disse Jan-Peter Haack, porta-voz do aeroporto de Berlim-Brandenburgo à uma agência local.

O incidente ocorreu dias depois que outro 737 da Ryanair foi ilegalmente forçado a pousar em Belarus para que um jornalista opositor do atual presidente do país fosse preso logo em seguida.