• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

A Sociedade Uruguaia de Aviação (SUA) anunciou que iniciará o processo para se tornar a nova companhia aérea uruguaia

O calor pode afetar diretamente na decolagem de um avião, para isso, aeroportos e companhias aéreas estão adotando estratégicas para contornar o proglema
Foto: Curimedia via Wikimedia Commons

Por meio de carta dirigida ao presidente Luis Lacalle Pou e a cinco ministros, o comandante uruguaio Antonio Rama, CEO da SUA, anunciou que sua empresa está em negociações para se tornar a nova companhia aérea com bandeira uruguaia. Segundo o empresário, a companhia aérea irá criar 300 empregos diretos e 1.500 colaboradores indiretos.

A frota da companhia aérea contaria com seis aeronaves Airbus, com a intenção de chegar a 10 em três anos. Os destinos de viagem incluiriam a conexão Montevidéu-Buenos Aires, e com outras cidades da Argentina, Paraguai e Brasil.

Segundo a PDA Media & Consulting, o comandante Antonio Rama mora no Catar desde 2012, e acumula mais de 24 mil horas de voo em sua carreira. Esta não é a primeira vez que o empresário funda uma companhia aérea, já que em 2002 abriu a Uair, companhia aérea de baixo custo com sede no Aeroporto de Carrasco. Na ocasião, o comandante explicou na carta que a iniciativa conta com o apoio de investidores estrangeiros.

Remo Monzeglio, ministro interino do Turismo, disse ao El País que “é sempre bem-vindo este tipo de intenção de abrir uma companhia aérea”, mas “até que todos os requisitos sejam cumpridos não há muito o que fazer”. A verdade é que a certificação das aeronaves pode demorar entre quatro a seis meses, pelo que ainda falta algum tempo para a empresa poder operar no mercado.

Via: Cronicas

Leia também: 

 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.