A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e a Associação de Transporte Aéreo da América Latina (ALTA) assinaram um Memorando de Entendimento com o objetivo de criar uma estrutura de cooperação institucional para desenvolvimento da aviação.

O compromisso foi firmado durante o 4º Fórum Internacional de Aviação Civil, que acontece de 17 a 19 de setembro, em Fortaleza (CE).

“A assinatura do documento reforça a colaboração entre as entidades internacionais, a ABEAR e o Governo Brasileiro para tratar de pontos vitais para destravarmos potenciais de crescimento do transporte aéreo no país. Ganha especial importância ao orientar que os esforços promovam alinhamento do Brasil com práticas e políticas da América Latina e da comunidade global. A distorção que faz o combustível de aviação no Brasil ser mais caro do que em outros países do continente e o resto do mundo é o exemplo mais claro e urgente da necessidade de avanços”, avalia o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

Como parte deste acordo, as partes se comprometem a contribuir com seus conhecimentos e recursos para atividades de interesse comum nas áreas de segurança operacional; análise de dados; previsão sobre preços de combustíveis e tributação; monitoramento, relatórios e verificação de emissões de gases de efeito estufa e treinamento, entre outros.

“O Brasil é o oitavo maior país do mundo e o maior da América Latina. Nesse sentido, o transporte aéreo seguro e eficiente é fundamental para manter o país conectado e estimular a economia. Esse acordo será, sem dúvida, uma contribuição muito grande para a aviação no Brasil, pois definirá a estrutura favorável de trabalho entre governo e associações para o benefício da indústria e, finalmente, do país”, reforça o diretor executivo da ALTA, Luis Felipe Olivera.

 

Via – ABEAR