Imagem via redes sociais

Sete pessoas morreram na queda de um turboélice Beechcraft King Air B200GT em Piracicaba, interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira (14). Segundo informações preliminares, a aeronave caiu pouco depois da decolagem, por volta das 09h, em uma área verde próximo à Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec), no bairro Santa Rosa.

Uma câmera de segurança registrou a queda do turboélice. 

A queda da aeronave gerou um incêndio que está sendo controlado pelo Corpo de Bombeiros neste momento. As informações inicias davam conta de que quatro pessoas haviam morrido, todavia, o Corpo de Bombeiros atualizou o número para sete vítimas fatais. 

A aeronave havia saído de Piracicaba com destino ao Pará, caindo logo depois de decolar. Segundo o G1, morreram no acidente o piloto, Celso Elias Carloni, 39 anos, o copiloto Giovani Dedini Gulo, 24 anos, os passageiros Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sócio da Raízen, sua esposa Maria Luiza Meneghel, 71 anos, e os 3 filhos do casal: Celso Meneghel Silveira Mello, 46 anos, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos, e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos. As vítimas já foram localizadas pelos Bombeiros.

“Celso era acionista e irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello”, informou a companhia em nota. 

A aeronave era o B200GT de registro PS-CSM. De acordo com dados da ANAC, o avião foi fabricado em 2019, era operado pela CSM Agropecuária e encontrava-se em situação de aeronavegabilidade normal.

Este é o segundo acidente grave no país apenas nesta semana. Ainda ontem (13), um A-29A Super Tucano da Força Aérea Brasileira caiu em Campo Grande (MS). O piloto ejetou e foi resgatado em seguida.

Matéria em atualização.

DEIXE UMA RESPOSTA