A NASA está desenvolvendo uma aeronave não tripulada, com finalidade de provar as tecnologias de controle autônomo para grandes aviões. O nome desse avião é Ikhana.

E um marco recente foi realizado pelo Ikhana, a aeronave foi autorizada a voar em espaço aéreo público sem necessidade da escolta, que antes acompanhava o avião para garantir a segurança.

A aeronave voa no mesmo espaço de outras aeronaves sem necessitar de outros aviões companhando a mesma, isso prova um amadurecimento dos sistemas de comunicação e controle do Ikhana, que não sofrem interferência de outros sistemas aeronáuticos e urbanos.

Uma das tecnologias é um sistema chamado de “Detect and Avoid”, capaz de visualizar outras aeronaves, tanto por câmera como por radar, e desviar da mesma, evitando uma colisão. Na aviação geral conhecemos como TCAS, mas o sistema é totalmente integrado, e capaz de lidar com uma grande quantidade de aviões no mesmo espaço. O sistema inclui câmeras de visão noturna, radares integrados na aeronave e um sistema via satélite que informa em tempo real a posição da aeronave, transmitindo esse dados para outros aviões Ikhana.

Foto – NASA

“Estamos voando com uma suíte de tecnologia sofisticada que aumenta muito as capacidades de segurança dos pilotos que pilotam grandes aeronaves não tripuladas no Sistema do Espaço Aéreo Nacional”, disse Scott Howe, piloto de teste da Armstrong.

A aeronave ainda depende de um piloto em solo, mas tem a capacidade de voar sozinha caso um problema aconteça. 

A NASA não desmente que essa tecnologia, e a certificação dela, pode afetar o futuro dos voos comerciais, mas ressalta que a prioridade inicial é priorizar serviços de alta periculosidade, como aviões de busca e resgate e de combate a incêndios florestais.

Provavelmente no próximo passo poderemos ver um desenvolvimento árduo da Inteligência Artificial em pequenos chips, possibilitando que aeronaves desse tipo pilotem sozinhas, ao mesmo tempo que recebem informações e conversam com o controle de tráfego aéreo, como humanos, que é integrado entre as aeronaves.