Na primeira semana da Operação Fim de Ano, os aeroportos brasileiros registraram 84,5% de pontualidade nos 13 principais terminais, de acordo com dados fornecidos pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e operadores aeroportuários. A operação foi iniciada no dia 17 de dezembro e vai até o dia 6 de janeiro de 2019.

O desempenho dessa última semana de operação está próximo a meta operacional prevista pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero), que é de 85%.

Nesta primeira semana de monitoramento, as condições meteorológicas – fortes chuvas comuns durante esse período, principalmente na região sudeste – e o fechamento da pista do Aeroporto de Confins, em Minas Gerais, ocasionaram atrasos e cancelamentos de voos na malha aérea nacional. Mesmo assim, os aeroportos registraram uma melhora de 12% na pontualidade, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Já os serviços prestados por esses terminais, na opinião dos viajantes, obtiveram nota média de 4,38 no índice médio de satisfação do passageiro (em uma escala de 1 a 5 – em que 1 é “muito ruim” e 5 representa “muito bom”), de acordo com pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. O resultado é 2,3% melhor do que o registrado no mesmo período de 2017.

Para todo o período da operação, haverá reforço nos serviços e atendimento aeroportuário para atender a demanda. A estimativa do ministério é que os terminais movimentem 8,3 milhões de passageiros no período das festas de fim de ano. O cálculo foi feito utilizando uma taxa de ocupação média de 85% dos assentos ofertados pelas companhias aéreas no período. Juntos, os 13 aeroportos devem registrar cerca de 75 mil pousos e decolagens entre voos domésticos e internacionais.

Os 13 aeroportos representam 70% do total do fluxo de viajantes no Brasil, são eles: Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE).

 

Via – Ministério da Infraestrutura