Airbus A380 Air France
Foto: Air France

Companhia tem quase 19 mil mulheres em seu quadro de colaboradores; 36,6% de mulheres como gerentes de equipe de terra e 25% de mulheres no Comitê Executivo

Por quase 20 anos, a Air France está comprometida com a diversidade de gênero e a igualdade profissional entre homens e mulheres. A companhia promove o acesso das mulheres a todas as profissões, priorizando a qualificação, o conhecimento e o profissionalismo.

A Air France também é uma das poucas empresas dirigidas por duas mulheres, uma Presidente do Conselho de Administração, Anne-Marie Couderc, e uma CEO, Anne Rigail. Hoje, orgulha-se de suas 18.913 mulheres, atuantes em todos os setores e em todos os níveis da empresa.

A Air France está colocando todas as mulheres da empresa no centro das atenções, então vamos dar uma olhada em apenas algumas delas em ação neste vídeo.

Uma pontuação de 89/100 no índice de igualdade de gênero no local de trabalho

Desde 1° de março de 2021, em conformidade com as suas obrigações legais, a Air France publicou o seu índice de igualdade profissional entre homens e mulheres. A empresa obteve pontuação de 89/100, acima da pontuação mínima fixada pelo governo de 75/100. Este resultado, que reflete o empenho e trabalho desenvolvido por todas as equipes da Air France para alcançar a igualdade profissional, é um incentivo para continuar nossos esforços.

Em 2018, a Air France e seus parceiros assinaram seu 5º acordo de três anos sobre igualdade de gênero na empresa, por igualdade de remuneração para cargos, senioridade e habilidades comparáveis, que será renegociado este ano.

Promover a inclusão no local de trabalho e acabar com o sexismo
Novamente em 2018, a empresa assinou o compromisso “#StOpE (Pare, em português) contra o sexismo no local de trabalho” e desde então se comprometeu a tomar medidas regulares ao longo do ano para eliminar palavras e gestos que podem, consciente ou inconscientemente, fazer as mulheres se sentirem inferiores em sua evolução profissional.

Em linha com esta iniciativa, em novembro passado a Air France, em conjunto com cinco outras empresas, lançou um curso online sobre “Prevenir e combater o sexismo no trabalho”, com o objetivo de sensibilizar todos os colaboradores, familiarizando-os com os aspectos legais, identificando comentários sexistas ou comportamento e como responder apropriadamente como vítima ou testemunha.

Em setembro de 2020, foi assinado com os sindicatos representativos o convênio “Prevenindo e combatendo a violência e o assédio no trabalho”. Este novo acordo responde às mudanças na sociedade, que está atenta às questões de violência no trabalho, sexismo e discriminação, e fornece uma estrutura para todos os tipos de comportamento que não podem ser tolerados.

Feminizando as chamadas profissões dominadas pelos homens
Na Air France, as mulheres também são pilotos, engenheiros, diretores-gerentes, mecânicos, gerentes de aeroportos, gerentes de rampa e ocupam muitos outros cargos frequentemente associados a homens. A feminização das profissões é um aspecto fundamental da igualdade profissional. A Air France promove o acesso das mulheres a todas as profissões e incentiva as meninas a seguir essas carreiras.

A empresa trabalha para promover as mulheres nas profissões técnicas, nomeadamente no contexto do evento “Féminisons les métiers de l’aérien” (Em tradução, Vamos Feminizar as Profissões Aéreas) realizado nos últimos anos no Paris Air Show. Desde 2017, a Air France também é parceira da associação “Elles bougent” para promover a diversidade de gênero desde o estágio de orientação profissional.

Mais de 60 mulheres patrocinadoras, nomeadamente nas áreas da manutenção aeronáutica, informática e tecnologia digital, participam em diversas ações destinadas a inspirar alunos do ensino secundário e universitários. Além disso, como a educação é a chave para a escolha do seu futuro profissional, a companhia aérea se compromete, por meio das ações da Fundação Air France, a ajudar associações de todo o mundo a promover a educação de meninas.

A feminização de certas profissões também envolve dar às mulheres acesso aos níveis mais altos de responsabilidade na empresa. Com o objetivo de estimular a progressão profissional, a empresa oferece mentoria e suporte. Com 36,6% de mulheres como gerentes de equipe de terra e 25% de mulheres no Comitê Executivo, a Air France visa a diversidade genuína de gênero em cargos de responsabilidade, dando prioridade às habilidades.

8 de março é comemorado por mulheres em toda a empresa
A rede feminina do Grupo Air France, chamada Women for Tomorrow (WoTo e Mulheres do Amanhã, em tradução literal), comemora hoje seu terceiro aniversário.

Essa rede, com mais de 600 integrantes até o momento, foi formada por mulheres da empresa para criar um espaço de troca, com encontros, debates, oficinas, entre outras ações, para promover o lugar da mulher na empresa e fortalecer a diversidade de gênero.
Além disso, voos exclusivamente femininos (tripulantes de cabine e pilotos), foram constituídos de forma voluntária, para celebrar o Dia Internacional da Mulher com nossos clientes.

Quatro voos partindo da França destacam o compromisso da Air France com os direitos das mulheres em todo o mundo. Em 1º de abril de 2021, duas tripulações compostas exclusivamente por mulheres vão operar os voos Paris-Santiago e Paris-Buenos Aires para comemorar a façanha da aviadora Adrienne Bolland, a primeira mulher a cruzar a Cordilheira dos Andes em 1921.

 

Via: Air France