A Airbus travou uma séria concorrência com a Boeing por mais encomendas de aeronaves em dezembro de 2018, com finalidade de encerrar o ano na frente da concorrente pelo menos neste ponto.

Isto levou a Airbus confirmar 386 encomendas só no último mês do ano, boa parte desse número é devido ao A220, que totalizou 135 pedidos só em dezembro, através das recentes encomendas da JetBlue Airways, Moxy e Delta.

Além disso a Airbus confirmou várias encomendas para o A320neo, que aumentaram a quantidade final de encomendas no último mês do ano.

Foi assim que a Airbus conseguiu atingir a marca de 747 pedidos líquidos em 2018, mesmo assim abaixo da Boeing, que conseguiu obter 893 pedidos firmes.

No final de 2018, a carteira comercial da Airbus atingiu um novo recorde na indústria e ficou em 7577 aeronaves, incluindo 480 A220, comparado com 7265 no final de 2017.