A Airbus concluiu a montagem e pintura do primeiro A320 produzido nos Estados Unidos, através da sua planta em Mobile, no Alabama. A aeronave que tem o número de série MSN 7724 e matrícula N650NK já fez o primeiro voo de testes, que durou quatro horas, e será entregue em breve para Spirit Airlines.

Esse é um marco para a Airbus, visto que a planta em Mobile só produzia o A321ceo até o momento, e agora o local está habilitado para construir também o irmão menor, o A320ceo. A Airbus já montou 36 aeronaves da família A320 nos Estados Unidos, a maior parte delas foram entregues para a American Airlines e Delta Air Lines.

Foto – Airbus USA

A Spirit e a JetBlue são outras clientes da Airbus nos EUA, inclusive a JetBlue foi a responsável por receber o primeiro A321 montado nos EUA. Além dessas quatro companhias, outras operadoras americanas também fizeram encomendas para aeronaves da família A320, como a Frontier Airlines, Hawaiian Airlines, Interjet, Virgin America/Alaska e Volaris.

A Spirit Airlines tem mais 100 aeronaves da Airbus em sua frota, sendo 31 do modelo A319, 45 do A320ceo, 5 da novíssima geração A320neo e 19 aviões A321. A companhia também tem mais 71 encomendas para aeronaves dessa linha, e espera receber 4 aeronaves A320ceo neste ano.

O Centro de Engenharia da Airbus está localizado no Mobile Aeroplex da Brookley, que também se tornou o lar da linha de montagem final, o local atualmente vale US$ 600 milhões e tem 53 acres para a Fábrica de Manufatura da Airbus U.S. A fábrica trabalha com 220 engenheiros para a fabricação de aviões e suporte, além de outros funcionários para auxiliar na produção.

A linha de montagem do Alabama atualmente produz aeronaves da família A320 para atender as encomendas das companhias aéreas dos EUA. O principal centro de produção da Airbus ainda continua sendo em Toulouse, visto que nos EUA a fabricante europeia só consegue fabricar de 40 a 50 aeronaves por ano, quando no pico total, isso significa cerca de 8% das entregas totais da Airbus anualmente.

Por enquanto a planta americana está programada para produzir aeronaves da antiga geração (CEO), porém entre o final de 2017 e 2018 ela irá produzir aeronaves da família A320neo. O local também ajudará na meta da Airbus de produzir 60 aviões da família A320 por mês já em 2019, a planta da Airbus na China também será responsável por uma parte da produção.