Assim como a Boeing faz ao usar o Boeing 737 como plataforma para algumas versões de aeronaves militares, a Airbus disse durante o Singapore Airshow que planeja criar variantes de uso militar do A320.

Atualmente a Airbus já faz isso ao criar versões de uso militar do A330, conhecido como MRTT no meio militar, um avião capaz de reabastecer outros no ar, além de carregar passageiros, macas com pacientes ou cargas.

Mas para o A320 a função poderá ser bem parecida com a do concorrente P-8 Poseidon, com capacidade de reconhecimento, vigilância e patrulha marítima. A nova aeronave é focada para clientes (países) que já utiliza aviões da Airbus em sua frota, como o A400M e o A330MRTT, ou também aqueles que planejam substituir seus aviões com maior tempo de serviço, como o P-3 Orion.

Por enquanto a Airbus está pensando em criar as versões a partir do A320neo, visto que a fabricante busca a maior eficiência e economia como um atrativo de compra.

A Airbus está negociando com uma série de países e órgãos, incluindo as forças armadas dos países da Ásia-Pacífico, como a Indonésia, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, juntamente com a Alemanha e os Países Baixos.

A divisão de defesa disse que também está trabalhando para adicionar novas capacidades às suas plataformas militares existentes: A400M, A330 MRTT e C295.

 

Via – FlightGlobal