Airbus EUA Subsídios Europa
Montagem de Aeronaves A320 no Alabama - EUA. Foto - Airbus

A Airbus tem uma ambiciosa meta de conseguir produzir 75 aviões da família A320neo por mês até 2025. E para conseguir atingir seus objetivos, o CEO da empresa, Guillaume Faury, declarou que a empresa planejava abrir uma segunda linha de montagem final (FAL) do A320 em Mobile, nos EUA.

Atualmente a Airbus tem uma capacidade de produzir 8 aviões por mês em Mobile, e destina a produção para atender clientes na América do Norte. No mesmo local há uma Linha de Montagem Final do A220.

De acordo com o Faury, somente o novo prédio de produção, que terá 32,5 mil metros quadrados, gerará 1000 empregos adicionais nos EUA.

Continua depois do anúncio
Entrega de Airbus A321ceo da Delta Airlines nos EUA. Foto: Airbus/Divulgação

Um outro edifício também será construído até 2023, para pintar os aviões recém-produzidos, e o local de produção atual será reformulado, para aumentar a produtividade.

Com primeiro avião entregue em 2015, o Centro de Montagem Final da Airbus no Alabama foi fundado para aumentar a competitividade da fabricante com a Boeing. Atualmente cerca de 1200 pessoas trabalham no local, nas linhas de produção do A320 e o A220.

Foto: Airbus/Divulgação

O chefe-executivo da Airbus, Guillaume Faury, disse durante a coletiva de resultados do trimestre, na última semana, que a taxa de 65 aeronaves estava nos planos da fabricante para o próximo ano e a cadeia de suprimentos vai permitir uma taxa maior em três anos.

Continua depois do anúncio

“Tínhamos indicadores nos dizendo que era o momento certo [e] condições para lançar um aumento de taxa. Recebemos feedback que nos diz que [o aumento da taxa] é possível”,, disse o executivo.

“Vemos isso a partir da taxa 65, que pretendemos atingir em meados do próximo ano, e 2025 isso dá tempo suficiente para ter uma velocidade de ramp-up consistente com o que a cadeia de suprimentos poderá entregar”, completou Faury.

 

Continua depois do anúncio