Em outubro de 2020 a Airbus anunciou que recebeu a primeira encomenda para a versão de luxo e uso executivo do A220. E agora, a fabricante declarou que vai iniciar a fabricação da primeira aeronave ACJ TwoTwenty.

O avião será montado em Mirabel, no Canadá, e participará também de alguns programas de certificação dessa variante, como dos tanques extras para aumentar o alcance do avião.

Após o programa de certificação, a aeronave ganhará um interior VIP, e será entregue até o final de 2021 para a Comlux, primeira cliente. Atualmente há seis aviões encomendados.

Airbus A220 - ACJ220
Foto: AIrbus

As modificações na autonomia garantem uma capacidade de operar voos com até 10500km ou 5.650 nm. Podendo operar rotas como de Londres para Los Angeles e Tóquio para Dubai. Em sua configuração normal para passageiros, a aeronave tem capacidade para levar até 120 passageiros com alcance de 2.760nm.

Ainda dentro do pacote de mudanças para o Airbus A220 na versão executiva, está a certificação de operações com aeronaves de dois motores em rotas mais longas. A extensão é de 180 minutos a mais, o que permitira realizar rotas diretas com maior frequência.

Segundo a Airbus, com a introdução do A220 ‘TwoTwenty’, será um mercado totalmente novo. Essa seria uma opção diferente das aeronaves de grande porte nas versões executivas.

O foco atual da Airbus é somente na versão -100 do A220. Voltado totalmente para o mercado corporativo. Desde a aquisição do programa da Bombardier, a Airbus tem buscado modificar e aumentar sua capacidade operacional para as companhias aéreas, buscando tornar o avião ainda mais competitivo.

ACJ TwoTwenty interior

A Airbus afirma que a aeronave será capaz de usar os mesmos aeroportos dos jatos executivos concorrentes, mas fornecerá três vezes o espaço da cabine e gerará um terço a menos nos custos operacionais.

O presidente da Airbus Corporate Jets, Benoit Defforge, disse que o A220 não será um concorrente direto do ACJ319neo. Reforça que são jatos que se complementam, e que o novo programa ‘TwoTwenty’ não afetará o A319 e seu programa de cabine executiva e corporativa. 

Confira mais sobre esse luxuoso avião no vídeo abaixo: